1/01/2016 •
3 min. de leitura

Por que a ClearSale é uma empresa antifraude Omnichannel?

Quando a ClearSale começou, em 2002, nosso foco era ser uma empresa de tecnologia para e-commerce. Porém, com o passar do tempo e o crescimento desse mercado, o avanço das fraudes online foi muito rápido. Dessa forma, vimos a grande oportunidade de assumir a responsabilidade sobre esse assunto, que é tão crucial para manter o mercado online seguro.

 

Foi então que começamos a adquirir vasta experiência nessa área e aprendemos rapidamente que a fraude é muito mais do que apenas alguém tentando usar informações de terceiros. Ao gerir todas as etapas do processo de prevenção, conseguimos identificar diversos tipos de golpes difíceis de serem detectados, feitos por quadrilhas especializadas em cibercrimes.
No mercado online, por exemplo, sabemos que, muitas vezes, as pessoas ingressam em uma empresa para adquirir conhecimento interno e, com isso, cometer fraudes contra ela ao sair. Também vimos fraudes em transportadoras, no momento da entrega de produtos e até mesmo pessoas fazendo autofraude em seguros de automóveis. Isso, ao longo dos anos, nos mostrou que os fraudadores agem em vários canais e em diversos contextos. Assim, aprendemos e ficamos mais preparados para prevenir e detectar fraudes em transações comerciais de diversos segmentos de mercado.

O ponto-chave para se tornar Omni-Channel


Para prevenir fraudes no e-commerce, criamos uma base única de dados que concentra todas as informações das compras virtuais de nossos clientes em um só lugar, de forma segura. Com os dados das transações de mais de 80% do segmento, conseguimos ver o mercado como um todo, aumentando consideravelmente a assertividade de nossas análises.  
Pensando nisso, e depois de termos trabalhado muito tempo com e-commerce, também vimos a oportunidade de atuar em segmentos offline. Hoje, trabalhando para empresas de telecomunicações, seguradoras e emissores de cartão de crédito, percebemos que há muitas similaridades na análise de fraude. Vimos, por exemplo, que é possível olhar para o histórico de um cliente de e-commerce e saber se ele tem um perfil de risco para adquirir um seguro de automóvel. Esse momento foi crucial para a ClearSale se tornar uma empresa multicanal.
Graças a essa visão do todo, podemos fazer a gestão antifraude de qualquer segmento, seja ele online ou offline, pois trabalhamos com dados de perfis, como telefones e endereços. Esse tipo de informação sofre menos alterações do que a de cartões de crédito, que acaba perdendo valor com o passar do tempo. Se a prevenção à fraude é feita com dados de perfil como telefone, endereço, região e, no caso do Brasil, o CPF, a análise será mais precisa, pois as informações são mais estáveis e confiáveis.

Mas afinal, o que é preciso para ser uma empresa Omni-Channel?

No caso da ClearSale, a união de três fatores importantes:


Tecnologia avançada para coletar o maior número possível de informações de forma rápida, importando do sistema de origem, seja ele um web service de e-commerces ou robôs que capturam a informação do sistema.


Inteligência Estatística para identificar quais padrões da informação são menos voláteis e quais fazem mais sentido naquele contexto para analisar a transação.


E, por fim, análise humana detalhada e sofisticada, porque a fraude pode ser uma invasão de conta, uma fraude interna ou até uma autofraude. É a análise humana que vai separar o que é ruim do que é bom e, por isso, ela precisa ser muito assertiva. A análise humana, em suas várias dimensões, ajuda a aumentar a aprovação dos pedidos, pois, mesmo classificados como alto risco pelo modelo estatístico, a maioria é boa. Somente tecnologia não é suficiente para avaliar o contexto subjetivo da transação e confirmar uma fraude.

O segredo da ClearSale para se tornar uma empresa Omni-Channel foi reunir esses três fatores cruciais e, principalmente, ter sempre uma gestão focada em enxergar o processo como um todo, o tempo inteiro!


Pedro Chiamulera, formado em Ciências da Computação pela Point Loma Nazarene College, San Diego, EUA,  é apaixonado por  esportes e ex-atleta Olímpico, competiu nos  110m e 440m com barreiras em duas  Olimpíadas (Barcelona,  1992 e Atlanta, 1996). Depois da carreira de atleta, Pedro se dedicou ao  desenvolvimento de  softwares  antifraude e assim nasceu a ClearSale.

Título

Escrito por

Posts de convidados da Clearsale.