1/01/2016 •
2 min. de leitura

Social Commerce: o que é e como você pode aproveita-lo

Muito antes das mídias sociais, como Facebook, Twitter, Pinterest e outras conhecidas, conquistarem o mundo, o Social Commerce já acontecia no mundo off-line. Um bom exemplo eram as revendedoras de bijuterias, cosméticos ou mesmo aquelas que passavam de casa em casa vendendo iogurte.

 
 

O que aconteceu, com o surgimento das novas mídias, é que as pessoas aderiram a esse novo meio de socializar e passaram a se concentrar nesse ambiente. O que isso nos mostra é que os clientes gostam de comprar de alguém confiável ou, mais ainda, alguém que também seja um consumidor como ele. Isso passa mais segurança e credibilidade sobre a qualidade do produto.

O Social Commerce surge quase como um “substituto” do cenário acima para o mundo on-line, já que ele permite exatamente essa interação entre os clientes, por meio de recomendações, comentários, entre outras funcionalidades. 

Uma pesquisa do Citi Retail Services, um dos segmentos do grupo Citi, mostrou que em 2015, 58% dos entrevistados seguiam alguma empresa nas redes sociais. Desse número, 40% disseram ainda ter comentado em posts de alguma marca e 31% afirmaram também já terem compartilhado algum conteúdo de uma marca em sua timeline.

Sendo assim, o comércio eletrônico pode se beneficiar do Social Commerce para aumentar suas vendas e se aproximar mais de seus e-consumidores. Mas será que você precisa necessariamente criar uma loja virtual nessas redes para praticar o Social Commerce? Isso vai depender do seu público e o segmento que você atua, mas vale saber que o Facebook, Twitter e Pinterest estão expandindo suas funcionalidades de e-commerce.

Antes de começar, faça uma pesquisa, descubra como seus consumidores se comportam nas redes sociais, quais plataformas eles mais usam, se eles já têm o hábito de comprar por esses meios e como eles interagem com a sua marca. Assim, fica mais fácil você escolher a melhor estratégia para o seu negócio.

E quando você decidir começar, siga essas três dicas abaixo!

Seja pessoal O grande segredo dos revendedores que citamos lá no começo do texto é que eles são pessoas vendendo para pessoas. Você precisa manter isso em mente na hora de se relacionar com os seus e-consumidores nas redes sociais.

Use a linguagem deles, compartilhe conteúdo que eles consomem nesses meios e esteja preparado para responder a qualquer tipo de comentário, seja positivo ou negativo.

Seja simples

As pessoas estão cada vez mais ocupadas para perder tempo com processos de compra longos e burocráticos. Tenha em mente que você precisa oferecer simplicidade e, também, imediatismo.

Seja presente É importante que a sua loja virtual esteja presente nos lugares em que os seus consumidores estão. Deixe o Social Commerce trabalhar como uma extensão do seu e-commerce, estando presente sempre que o seu cliente precisar, no meio que ele preferir.

Título

Escrito por

Posts de convidados da Clearsale.