24/02/2021 •
2 min. de leitura

Venda de celular pela web está em alta, mas setor sofre com fraudes

Apesar de ser uma das categorias que mais fazem sucesso no e-commerce, celulares figuram há anos entre as mais fraudadas no Brasil

 

Desde que o e-commerce começou a ganhar força no Brasil, os celulares e smartphones sempre figuraram entre os itens mais vendidos pela internet. Facilidade no transporte, possibilidade de comparar preços em lojas diferentes e promoções vantajosas são alguns dos motivos que fazem deste tipo de produto um dos preferidos pelo varejo online.

Em 2020, junto com o crescimento brusco do e-commerce durante a pandemia, celulares e smartphones também apresentaram aumentos importantes de vendas e faturamento, ainda que outros segmentos tenham crescido bastante justamente por causa da pandemia.

De acordo com a 5ª edição do relatório Neotrust, itens de telefonia estiveram entre os de destaque no terceiro trimestre do e-commerce neste ano, não apenas em volume de venda (quase 6% do total), mas principalmente em faturamento (mais de 21%), em um cenário muito vantajoso para quem vende este tipo de produto, apesar da necessária ressalva sobre as fraudes.

Cenário da fraude em celulares e smartphones

Entretanto, a categoria sempre figurou, também, entre as que mais sofrem tentativas de fraude no Brasil. Isso acontece porque são itens que oferecem liquidez, facilidade de transporte e revenda em mercados paralelos. São itens de ticket médio mais alto e com modelos bastante desejados pelas pessoas.

Nos últimos anos, a média de tentativas de fraude neste segmento (cerca de 5%), manteve-se sempre acima da média geral brasileira (cerca de 3,5%), o que escancara a necessidade de cuidados por parte do varejo online.

“O fraudador, obviamente, não tem intenção de pagar pelo produto, o que torna o valor da compra uma variável importante na hora de determinar o risco da transação. Critérios como liquidez e facilidade de revenda são muito mais importantes para o fraudador, e não promoções ou algo do tipo. Se ele não vai pagar, pouco importa para ele se o produto é caro ou barato”, explica Bernardo Lustosa, CEO da ClearSale.

Mas como evitar as fraudes?

A boa notícia é que há como controlar a fraude com bastante eficiência, deixando o varejo online tranquilo para vender inclusive neste tipo de segmento, conhecido no mercado de prevenção e combate a fraudes como de alto risco.

Antes de qualquer coisa, o varejista online precisa saber que o prejuízo da fraude é praticamente todo dele, e que por isso o problema tem que ser tratado com muito cuidado e atenção. Com isso, é preciso, primeiro, educar os clientes sobre uso de senhas fortes, não repetição de senhas em diferentes contas, não compartilhamento de dados pessoais e de cartões de crédito, cuidado com sites suspeitos, etc.

Tudo isso faz com que os fraudadores tenham mais dificuldades em roubar dados e contas dos consumidores, e isso, consequentemente, torna muito mais difícil a efetivação das tentativas de fraudes no e-commerce, que é, basicamente, o motivo pelo qual estes criminosos tentam invadir contas e roubar dados de consumidores idôneos.

Feito isso, é preciso combater a fraude efetivamente, e muitos varejistas online optam por fazer o trabalho antifraude e de gestão de riscos por conta própria, o que os faz cair em armadilhas perigosas, como a visão limitada e o desconhecimento de indicadores importantes para garantir que se está no caminho correto.

Por isso, contar com um parceiro especializado em prevenção a fraudes é garantir que a expertise seja aplicada em prol da confiança entre varejo e consumidor, além de garantir a manutenção de resultados altamente satisfatórios nos indicadores.

ClearSale pode ajudar

A ClearSale vai muito além do combate a fraudes, ajudando a criar e rastrear os indicadores que ajudam empresas no processo de expansão dos negócios. Nossa abordagem exclusiva para prevenção de fraudes significa que não apenas impedimos a ocorrência de fraudes, mas também aprovamos mais pedidos legítimos, o que ajuda a aumentar as vendas.

Combinamos a avançada tecnologia das inteligências estatística e artificial com a maior equipe do mundo de analistas especializados em fraudes, para oferecer uma abordagem equilibrada e diferente de qualquer outra coisa disponível no mercado.

Desde a nossa fundação, em 2001, nos dedicamos a inovar constantemente para otimizar e aperfeiçoar nossos processos, com objetivo de reduzir fraudes e falsos-positivos ao mesmo tempo em que o varejista aumenta vendas, receita e satisfação do cliente.

Título

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.