<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1822643671395020&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
17/11/2020 •
2 min. de leitura

Como o antifraude da ClearSale vem crescendo no conceito White Label

Veja como negócios online White Label estão cada vez mais seguros com a atuação precisa da ClearSale em suas alianças

 

*colaboração de Felipe Tchilian, jornalista da ClearSale

Nos últimos tempos, o modelo de negócio conhecido como White Label, no qual uma empresa desenvolve um produto ou uma plataforma e a ‘etiqueta’ sob a marca de uma empresa parceira, vem ganhando cada vez mais força, principalmente no que diz respeito aos negócios em ambientes digitais.

No campo dos intermediadores de pagamentos digitais, isso não é diferente. Negócios baseados no modelo White Label têm recebido cada vez mais adesão, e a ClearSale, com isso, tem se tornado responsável pela segurança de um número cada vez mais significativo de transações e nos mais diversos negócios online.

Por meio de alianças estratégicas, temos ajudado intermediadores de pagamentos digitais a oferecerem soluções mais completas, em uma única oferta, com um cliente final cada vez mais livre para focar apenas no que realmente importa para ele, as vendas, sem ter que se preocupar com a fraude e seus consequentes prejuízos.

Quero ser parceiro da ClearSale

Nossa ajuda, vale salientar, é global. Por termos aprendido em um dos mercados mais arriscados do mundo (Brasil) nas duas últimas décadas, nossos modelos se mostram cada vez mais eficazes para combater fraudes em transações realizadas no mundo todo, inclusive em modelos com um crossborder bastante desafiador, como nos casos de marketplaces estrangeiros com meio de pagamento embutido que, apesar de transacionarem em um país, têm seus merchants vendendo para diversos lugares ao redor do globo. Neste mercado, já autenticamos transações em mais de 180 países.

E não é demais lembrar que isso se torna ainda mais importante quando consideramos o cenário atual, no qual a humanidade enfrenta uma pandemia que está entre as piores de sua história. Afinal de contas, o isolamento social e a restrição de circulação de pessoas nas ruas fizeram com que novas tecnologias de pagamento fossem aceleradas nos roadmaps das empresas, aumentando o número de aplicativos de delivery, e-wallets, marketplaces e outros negócios que precisaram se reinventar, digitalizando seu negócio para sobreviver.

Em todos estes casos, os intermediadores de pagamentos digitais são simplesmente imprescindíveis, já que são os responsáveis pelo caminho que o dinheiro percorre da conta do consumidor até a da empresa que vende o produto ou presta o serviço. E neste momento, a existência de um especialista em prevenção e combate a fraudes é fundamental para garantir a segurança deste processo, oferecendo equilíbrio entre alto índice de aprovação, mínimo tempo de resposta e controle total da taxa de chargeback.

Não são raros os casos, inclusive, que entregamos a alianças recém-formadas um incremento altíssimo de aprovação de transações – saltando de 80 à 85% com outras fornecedoras para 95%/98% com a ClearSale em curto espaço de tempo – e com redução de 70% na incidência de chargeback, principalmente em segmentos de alto valor agregado e itens de desejo, como celular, bebidas e eletrônicos, que são os mais atacados.

Dentro do modelo White Label, passamos a oferecer ainda mais soluções de prevenção e combate a fraudes às nossas empresas parceiras do segmento de pagamentos digitais, de uma forma em que estas conseguem ganho considerável de escala em suas atuações, permitindo aos seus clientes a liberdade para focar apenas no que é importante: vender com segurança.

Sem que isso nos cause surpresa, pois sabemos o poder de nossa atuação, vemos resultados tangíveis e intangíveis já em um curto prazo a cada aliança firmada, como impacto positivo para marcas, que preservam a experiência dos clientes legítimos e consequentemente têm mais facilidade em fidelizá-los pela boa experiência de compra oferecida.

Além disso, os intermediadores de pagamento, devido às taxas flats e variáveis de acordo com cada negócio, ficam mais livres para praticar preço por loja ou preço único, por exemplo, o que facilita e agiliza o processo de venda, com clientes finais podendo começar a vender até no mesmo dia do fechamento do contrato.

Isso tudo sem falar na visão multiloja consolidada, que permite ao intermediador acompanhar os indicadores de cada um dos sellers que têm contrato direto com ele, facilitando a gestão de cada cliente.

E por causa dessa grande junção de fatores que fico tranquilo para afirmar que, com um portfólio totalmente escalável de tecnologia e gestão humana de antifraude incomparável, a ClearSale tem tudo o que meios de pagamento, subadquirentes e gateways precisam para fornecer soluções customizadas para os seus clientes, mantendo o perfeito equilíbrio entre a conversão de vendas, análise em tempo adequado e diminuição das perdas financeiras por fraude de marketplaces, aplicativos, full commerces, wallets e outros tipos de intermediadores.

Título

Escrito por

Rafael é Engenheiro Civil com 15 anos de atuação em desenvolvimento de negócios complexos, com MBA em negócios pela FGV, Extensão em negócios internacionais pela Universidade de Miami e Mestrado em Administração pelo Insper. É mentor da Graduação de Administração do Insper desde 2017, e desde 2018 atua como head de Alianças e Parcerias Estratégicas na ClearSale.