21/10/2020 •
2 min. de leitura

Dia das Crianças: varejo online tem R$ 57 milhões em fraudes evitadas

Levantamento mostra aumento de 57% nas vendas e de 47% nos prejuízos em relação ao mesmo período do ano passado

 
 

Com foco em presentear os pequenos sem sair de casa, os consumidores adotaram o e-commerce como aliado para o Dia das Crianças. Um levantamento feito pela Neotrust/Compre&Confie mostra que o número de pedidos realizados entre os dias 28 de setembro e 11 de outubro aumentou 57% em relação a 2019, totalizando 11 milhões de compras online.

Na mesma linha do volume de compras, o faturamento também teve crescimento significativo. De acordo com o estudo, a receita atingiu um total de R$ 4,9 bilhões, aumento de 77% em relação ao mesmo período do ano passado. Além de comprar mais, os brasileiros gastaram mais: o tíquete médio teve alta de 12,7%, chegando a R$ 442,93.

Esse aumento foi sentido principalmente pela categoria de Brinquedos (produtos para bebês e brinquedos), cujo aumento no faturamento foi de 49% em relação ao mesmo período do ano passado. A categoria de Entretenimento (Livros, DVDs, Games, Papelaria e Tickets), também sentiu o impacto da data, ainda que em grau menor: registrou aumento de 20% nas cifras.

“Trazendo mais comodidade e rapidez, o ambiente online tem sido uma opção cada vez mais atrativa para os compradores brasileiros. Prova disso é que mesmo com a reabertura parcial das lojas físicas e grandes shoppings, o resultado de vendas do Dia das Crianças comprova que a população tem cada vez mais confiança em relação ao e-commerce”, explica André Dias, CEO da Neotrust/Compre&Confie.

Perfil do consumidor

A maior parte das compras foi feita por consumidores que têm entre 36 a 50 anos (35% do total de pedidos), seguidos por compradores de 26 e 35 anos (31%). Consumidores que têm até 25 e com mais de 51 anos tiveram, cada grupo, 17% da totalidade. As mulheres foram as que mais compraram, somando 58% das compras.

Analisando por região, o Sudeste liderou as compras de Dia das Crianças com 64% dos pedidos. Em seguida, Sul e Nordeste aparecem como destaque com 15% e 14%, respectivamente. Por fim, completam o share as regiões Centro-Oeste, com 5%, e a região Norte, com 2% do total.

Fraudes

Durante o período, foram evitados R$ 57,2 milhões em fraudes, de acordo com a ClearSale. O valor é 47% maior do que registrado nas vendas para o Dia das Crianças do ano passado.

Entre as categorias com maior índice de fraudes, alimentos estão no topo do ranking, sendo os itens mais visados pelos fraudadores, seguido por celulares e eletrônicos.

Na quebra por regiões, a Norte é a que teve maior índice de tentativas de fraude no período, com 2,6%. Em seguida, a região Centro-Oeste aparece no ranking com 1,8%, seguida pelo Nordeste, que ficou com 1,6%. As regiões Sudeste, com 0,92%, e Sul, com o,54%, foram as que apresentaram os menores índices.

Sobre a Neotrust | Compre&Confie

Com metodologia inovadora e única no mundo, a Neotrust busca oferecer decisões assertivas e inteligência de mercado através de relatórios, análises e Dashboard exclusivos, contando com a maior base de dados reais de grande parte dos varejistas brasileiros.

A Neotrust faz parte da Compre&Confie, aceleradora do T.Group, holding multinacional formada a partir dos negócios gerados pela ClearSale.

Título

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.