<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1822643671395020&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
2/02/2021 •
2 min. de leitura

Estratégia O2O e Omnichannel: tudo o que você precisa saber!

Conheça detalhes do conceito que vem se tornando cada vez mais usual para o universo do marketing na era do Big Data e da Internet das Coisas

 

Em meio a tantos canais de comunicação e estratégias utilizadas por centenas de marcas, já parou para pensar se pudéssemos utilizar a integração de mídias aliada aos canais de atuação para alcançar o público e oferecer uma experiência exclusiva? Pois bem, isso é totalmente possível, e é exatamente a proposta de uma estratégia Omnichannel.

O conceito, que antes era uma tendência, tem se tornado cada vez mais usual no universo do marketing, e se mostra como um grande diferencial em empresas que utilizam esse modelo de atuação. Com ela, o consumo de conteúdos, serviços e produtos é facilitado, transformando e garantindo uma jornada de compra única para o público-alvo.

Nesse artigo, iremos te ajudar a entender um pouco mais sobre o que é Omnichannel, a importância dele em uma estratégia, suas principais vantagens e como aplicar o conceito na prática. Fique conosco e nos acompanhe nessa leitura!

O que é Omnichannel?

Em resumo, uma estratégia omnichannel consiste na utilização simultânea de mais de um canal durante uma ação de marketing, podendo ser online, offline ou até O2O (Online to Offline).

Destrinchando o próprio termo, omni se origina do latim e significa “tudo, inteiro, universal”. Já a palavra channel vem do inglês e pode ser traduzida como “canais”. Fazendo a junção de ambas as palavras, temos o significado mais próximo de “todos os canais”.

Entretanto, o conceito não deve ser levado ao pé da letra. Antes de sair utilizando todos os canais disponíveis, é importante que a empresa realize um planejamento cuidadoso e assertivo, caso contrário, as chances dos resultados positivos acontecerem são muito pequenas.

Por isso, vale ressaltar que uma estratégia Omnichannel se torna ainda mais poderosa se realizada por uma agência de marketing digital especializada. Em um case de sucesso, uma agência focada em performance já aumentou em 36% o número de visitas a lojas físicas de um de seus clientes.

A importância de uma estratégia Omnichannel

Estratégias Omnichannel estão se apresentando cada vez mais como grandes tendências para o marketing. Isso porque o conceito permite que a pessoa interaja com mais de um canal e faça suas próprias escolhas na jornada de compra, por exemplo:

Imagine uma pessoa navegando pela internet e sendo impactada por um anúncio de uma loja de calçados. O anúncio desperta o interesse do usuário e ele visita o site da empresa em busca de algum produto que o agrade.

Nesse processo, ele encontra o tênis ideal, mas não realiza a compra pela internet, pois o prazo de entrega é muito longo e ele precisa do produto com uma certa urgência.

Então, ele vai até uma loja física da empresa, mostra o tênis que viu na internet para um vendedor e utiliza o meio de pagamento do PIX, outra grande tendência que mudará o mercado.

Perceba como os canais estiveram conectados durante a jornada de compra desse consumidor, ela se iniciou online mas terminou de forma offline, em uma loja.

E é justamente essa escolha de opções que o usuário tem em suas mãos que gera uma experiência exclusiva de compra. Com ela, as pessoas conseguem tomar decisões de acordo com coisas que as agradam. Na prática, ela não ficará “presa” a realizar o processo pelo celular, pois tem a escolha de comprar o mesmo produto em um ambiente físico.

Além disso, outro fator que faz com que uma estratégia Omnichannel seja tão importante é que ela não busca apenas gerar conversões, mas também garantir uma experiência única e estreitar ainda mais o relacionamento entre marca e consumidor, fazendo com que a pessoa não só realize a compra, mas também que se torne um apoiador da marca.

Vantagens da integração online to offline (O2O)

Segundo pesquisa, empresas que investem em uma estratégia de canais integrados alcançam até 89% da retenção de seus usuários. Além disso, marcas que utilizam mais de três canais de comunicação conquistam um aumento de até 250% em engajamento.

Os números já ressaltam as grandes vantagens, mas além disso, listamos também os 5 principais pontos positivos em utilizar uma estratégia assim. Confira:

- Clientes mais satisfeitos;
- Maior visibilidade para a marca;
- Redução de custos, tempo e esforço;
- Comunicação e objetivos alinhados;
- Fidelização de clientes;

Com essas vantagens, a empresa que trabalhar com a integração de seus canais de vendas só tem a ganhar, da mesma forma que o cliente, que terá uma experiência de consumo superior.

Exemplos de empresas que exploraram muito bem essa oportunidade O2O foram os bancos e seus aplicativos. Há algum tempo, era necessário ir até uma agência do banco para realizar transferências, pagamentos ou qualquer outra transação.

Porém, com a chegada dos aplicativos, isso mudou quase completamente! As pessoas ainda possuem essa opção de ir até o banco, mas a maioria não o faz. Já que os apps possuem todos esses recursos e até um pouco mais, é muito mais vantajoso para a pessoa realizar os processos no conforto da sua casa e na palma da mão.

Por essas vantagens, é muito importante descobrir a força de uma estratégia O2O e o que ela é capaz de representar nos resultados gerais de uma empresa, mudando a performance significativamente.

3 dicas de como aplicar a estratégia

Não existe apenas uma maneira ou a fórmula certa para utilizar o Omnichannel. As abordagens são muitas e cada uma ou um conjunto delas possui um propósito. O ideal é identificar um modelo interessante para o seu negócio e aproveitar. Aqui vão 3 dicas de como você pode aplicar a estratégia na prática:

1. Beacons

Os beacons são pequenos dispositivos bluetooth capazes de se comunicar com smartphones, tablets, smartwatches, etc. Eles podem oferecer uma experiência personalizada ao consumidor que visita sua loja física, como uma mensagem de boas-vindas ou um vale estacionamento, por exemplo.

Eles são totalmente configuráveis e a ideia é integrar cada vez mais a experiência de estar na loja com a experiência online. Um bom uso para estes aparelhos, por exemplo, pode ser oferecer ao cliente a oportunidade de não pegar fila: o cliente compra e paga pelo celular, enquanto ainda está a caminho. Na loja, o dispositivo identifica o consumidor e indica que seu pedido já está pronto.

Atualmente, Google e Facebook já oferecem os beacons. O Facebook oferece uma experiência mais voltada às páginas na plataforma, o que é interessante para lojas com bom engajamento em suas fan pages. Já o Google oferece um aparelho completamente personalizável, possibilitando configurar qualquer tipo de interação.

O melhor de tudo é que os dados dos consumidores que visitaram, consumiram e interagiram com os beacons em sua loja ficam disponíveis para o empreendedor. Isso é importante para entender seus consumidores, para alcançar novos clientes e oferecer sempre o que eles buscam.

2. Store Visits

Essa integração é interessante para quem já utiliza ou pensa em utilizar o Google Ads. Porém, mesmo se você ainda não considerou a ideia, vale a pena ficar de olho.

Funciona assim: se você trabalha com Ads e as visitas em suas lojas físicas (hotéis, restaurantes, concessionárias, etc.) são importantes para seu negócio, é possível utilizar o Store Visits para mensurar o impacto dos seus anúncios online em suas lojas.

A integração dos dados é feita através de suas campanhas de Ads e as informações colhidas através do Google Meu Negócio. Esse cruzamento de dados possibilita fazer o match dos clientes impactados por suas campanhas.

Mas no que isso pode ajudar? Em muito! Saber efetivamente quantas pessoas estão sendo levadas às suas lojas por suas campanhas é importante para definir estratégias. Pode ser que suas campanhas online sejam bem sucedidas, mas, na hora de trazer clientes para seu espaço físico, não sejam tão eficientes.

Ter acesso a esses dados vai te ajudar não apenas a direcionar melhor suas campanhas O2O em direção a seus objetivos. Os dados vão ajudá-lo a oferecer cada vez mais uma melhor experiência de compra para seus clientes.

3. Cupons de desconto e Programas de Fidelidade

Provavelmente você não esperava que tratássemos desses dois tópicos aqui, não é? Mas sim, apesar de velhos conhecidos de todos, os cupons de desconto e os programas de fidelidade são práticas essenciais ao Omnichannel.

Eles atuam como ligação, ou uma maneira de alcançar os clientes nos diversos canais. Oferecer pontos e descontos especiais para clientes que utilizam todos os seus canais de atuação fará com que eles utilizem ainda mais estes canais.

Dessa maneira, dia a dia sua estratégia ganhará força, alcançando cada vez mais e mais pessoas até fidelizá-las pela comodidade e qualidade do serviço oferecido.

Essas foram apenas algumas dicas, ainda existem várias outras formas de aplicação, o importante é saber qual faz mais sentido para sua empresa.

Por isso, mesmo que suas estratégias de marketing e campanhas já funcionem muito bem, não deixe de analisar a possibilidade de incluir o Omnichannel nelas! Busque por agências especializadas nesse tipo de serviço. Ter uma agência parceira irá te ajudar ainda mais a alcançar seus objetivos de forma assertiva, reduzir certos custos e economizar seu tempo!

Escrito por

A Agência Raccoon de Marketing Digital foi fundada em 2013 por dois ex-funcionários do Google. Desde então, nosso objetivo é entregar para nossos clientes o melhor retorno de investimento em Marketing Digital, através da análise de dados e da tecnologia.