8/06/2022 •
2 min. de leitura

Conheça os riscos de um ataque cibernético

 
 

Um ataque cibernético nada mais é do que uma tentativa de roubar dados ou invadir o sistema de computador de empresas. Mas, mais do que conhecer essa forma de invasão, como identificar quais os riscos que ele apresenta? Uma das grandes ameaças da atualidade, esse tipo de golpe pode se tornar o pesadelo de muitos empreendedores e acarretar, inclusive, no fechamento do negócio. Entenda um pouco a seguir e saiba como se precaver!

Quais os riscos de um ataque cibernético para uma empresa?

De acordo com dados do Mapa da Fraude, divulgado pela ClearSale — empresa especialista em soluções antifraude —, pequenas e médias empresas podem ser consideradas alvos fáceis para criminosos que buscam mais agilidade nos golpes devido à inexperiência. Para ajudar na proteção do seu negócio, podemos listar os riscos que uma empresa sofre quando está vulnerável, como:

·Roubo e sequestro de dados

Um dos principais riscos para as empresas é, sem dúvidas, o roubo/sequestro de dados. Caso a empresa não conte com políticas de segurança, ela está vulnerável a invasões e perda do controle de suas aplicações. Aqui, além de dados e sistemas internos, podem ser roubados informações de clientes, funcionários e bancárias para aplicação de golpes.

· Danos à imagem

Qualquer golpe que envolva a marca e o nome da empresa prejudica a imagem dela. Afinal, os consumidores não querem correr riscos de terem os seus dados vazados ou então de pagar por um item que não receberá.

· Prejuízos financeiros

Vazamentos de dados, roubos de identidade, entre outros crimes cibernéticos, podem causar grandes prejuízos financeiros. Além de riscos com multas e valores para resgate de dados, um ataque cibernético pode redirecionar o seu site oficial, prejudicando as vendas.

Caso a empresa veja a sua reputação ameaçada por fraudadores que se passam pela marca, estima-se que o custo médio é de R$800 por dado vazado. Agora, quando falamos especificamente do mercado financeiro, o valor é ainda maior, custando em torno de R$2.000.

· Multas e processos jurídicos

Com a LGPD (Lei Geral da Proteção de Dados Pessoais) em vigor, vazamentos de dados podem causar multas equivalentes a até 2% do faturamento da empresa. Além disso, existe o risco de processos judiciais que, além de causar danos à imagem, geram custos extras.

O que fazer caso sofra um ataque cibernético

Após sofrer um ataque cibernético, a empresa deve realizar uma série de ações a curto, médio e longo prazo. Além disso, é importante dizer que algumas delas devem ser realizadas em paralelo e outras dependem do resultado das demais. Confira, a seguir, o que deve ser feito em cada área da empresa.
Tecnologia e Segurança da Informação

• Ativar o plano de resposta a incidentes;
• Restaurar o ambiente (Backup / DR);
• Identificar a causa raíz;
• Preservar as evidências;
• Corrigir a vulnerabilidade (se houver correção);
• Identificar se houve exfiltração de dados;
• Identificar quais dados e tipos de dados foram vazados.

Comunicação / Assessoria de Imprensa

Atenção! A comunicação deve ser baseada na LGPD e a decisão de quem comunicar está relacionada com o tipo de dado que foi vazado.

• Imprensa;
• Autoridades;
• Clientes;
• Colaboradores;
• Investidores;
• Parceiros;
• Fornecedores.
Jurídico / Financeiro
• Acionar a seguradora para arcar com os custos (lembre-se: isso depende da cobertura contratada).

Como a ClearSale pode te ajudar?

Ataques cibernéticos podem ser poderosos e causar grandes problemas às empresas. Portanto, precisam ser tratados com seriedade e devem estar dentro da estratégia geral de gestão de risco de uma organização.

Existem diversas ferramentas e ações que podem garantir que as informações e os dados de uma empresa estejam seguros, como Firewall, Antivírus, Webfilter, VPN, Antiphishing. Além disso, soluções como o ThreatX, da ClearSale, também são um tanto quanto importantes. E o grande bônus é que eles contam com um estudo detalhado de grupos hackers.

Depois de um ataque cibernético, é comum que as informações vazadas sejam expostas e comercializadas na Internet. O ThreatX monitora o Surface, a Deep e a Dark Web, atrás de informações que possam expor a marca ou seus clientes, e gerar ataques fraudulentos ou roubo de outros dados.

Ao fazer o monitoramento e a remoção de perfis e páginas falsas de uma empresa, o ThreatX garante a segurança da marca e de seus consumidores. Por fim, a Threat Intelligence da ClearSale conta com um time que compreende as dores de seus clientes e oferece módulos de proteção de acordo com a necessidade do seu negócio, atuando lado a lado, sem um limite de takedown. Incrível, não é? Confira mais detalhes no vídeo a seguir.

Esperamos que, com este artigo, você tenha entendido os riscos de um ataque cibernético e qual a melhor forma de se proteger. Então, se você gostou do nosso post e deseja compartilhar suas dúvidas e suas experiências com a gente, deixe aqui o seu comentário!

Aproveite e entre em contato com a ClearSale por meio do formulário abaixo. Temos um time de especialistas focado em caçar e identificar phishing, vazamentos de dados e outras vulnerabilidades.

Título

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.

Escrito por

A ClearSale é especialista em soluções antifraude nos mais diversos segmentos, como e-commerce, mercado financeiro, vendas diretas, telecomunicações e seguros, sendo pioneira no mapeamento do comportamento do consumidor digital. A empresa equilibra tecnologia e profissionais especializados para entregar os melhores indicadores aos clientes e movimentar o mercado com segurança e confiança.

Assine nossa newsletter

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.