11/03/2019 •
2 min. de leitura

Vai mudar a plataforma da sua loja de e-commerce? Leia isso antes!

Até mesmo os varejistas mais experientes do mercado precisam ficar atentos a alguns pontos de atenção neste momento

 
 

Ao decidir empreender no e-commerce, um varejista não costuma pensar demais na plataforma dentro da qual o site estará estabelecido. Geralmente, opções mais básicas, e até mesmo gratuitas, são as escolhidas.

Acontece, no entanto, que, à medida em que a empresa começa a crescer e precisar de soluções que ofereçam escalabilidade, o lojista sente a necessidade de migrar para alguma plataforma que tenha ajuste mais adequado em relação ao negócio.

Neste momento de evolução do negócio, é preciso ficar atento a alguns fatores importantes, pois escolher a plataforma mais adequada é uma grande decisão, mesmo para um empreendedor já estabelecido. Afinal, é uma mudança que afeta praticamente todo o processo operacional do negócio.

Mudança em etapas

Antes de optar pela nova plataforma de comércio eletrônico e investir na mudança, faça a si mesmo algumas perguntas, para garantir que a escolha é a mais adequada possível.

Cronograma

Nem sempre é possível realizar uma mudança de plataforma, com segurança e eficiência, de forma muito rápida. Não são raras as vezes que um empreendedor vê um atraso de até seis meses em relação à data de implementação inicialmente planejada. Dependendo do período do ano em que isso é feito, pode levar até mais tempo.

Certifique-se de incluir um tempo extra na sua programação para acomodar atrasos ou soluções de imprevistos, para evitar transtornos com a qualidade da implementação de novos recursos. De nada adianta lançar seu novo site dentro do prazo, mas sem os recursos e funcionalidades obrigatórios para uma boa operação. Os clientes certamente notarão a diferença, e experiência de usuário deve ser sempre a prioridade.

O que a nova plataforma deve resolver

Antes de escolher a plataforma certa para o seu negócio de e-commerce, é preciso saber o que se espera conseguir com a mudança. Quais problemas a plataforma nova precisa resolver?

Você espera otimizar a experiência de pagamento, oferecer mais opções ou melhorar a experiência do usuário? Talvez seu objetivo seja fornecer mais conteúdo interativo ou tornar sua próxima plataforma de comércio eletrônico mais otimizada para dispositivos móveis.

Pense em como o seu site está atualmente realizando tais tarefas e identifique áreas para melhorias - e como as opções da nova plataforma podem atender a essas necessidades.

Cada plataforma tem seus pontos fortes e fracos, funcionalidades prontas para uso e níveis de personalização, por isso é importante que você reserve um tempo para fazer sua pesquisa. Se você se apressar no processo de tomada de decisões, poderá se deparar com uma plataforma que o impede de atingir seu potencial de vendas completo.

Mas lembre-se: não pense apenas no que você precisa hoje. Considere também quais recursos você pode precisar em um futuro próximo.

Mudança afetará outros sistemas

A reconfiguração afeta mais do que apenas a experiência do usuário, ela também afeta o gerenciamento de pedidos e o atendimento ao cliente. Como as plataformas mais novas são menos propensas a incorporar o gerenciamento de pedidos, talvez seja necessário investir em um novo sistema de gerenciamento de pedido, e isso pode ser um investimento caro. Certifique-se, portanto, de que você está orçado e planejado para essa possibilidade.

Personalização

Dê uma olhada nas extensões e integrações que você adicionou à sua plataforma ao longo dos anos. Alguns deles podem estar indisponíveis em uma nova plataforma, e outros podem exigir um desenvolvimento significativo.

Mesmo tendo feita a evolução em uma única plataforma, como a Magento fez entre as versões 1 e 2, por exemplo, algumas extensões não eram mais suportadas. Os desenvolvedores podem decidir atualizá-los, mas isso não é garantia de que o funcionamento serão mais eficiente. Portanto, se você depender de uma extensão específica para sua loja, precisará incluir o tempo e o custo de desenvolvimento em seu plano de transição.

Atualização de dados

Se você nunca mudou a plataforma em algum momento da história do seu negócio, seus dados podem ficar atolados com produtos duplicados, desatualizados ou mal categorizados.

Aproveitar a oportunidade para limpar seus dados antes de migrar para uma nova plataforma ajudará seu time de desenvolvimento a criar páginas de detalhamento de produto e destino de categoria completas e precisas.

A criação de bancos de dados lógicos e organizados e, que usam uma abordagem consistente, também facilitará a importação de dados para sua nova plataforma de comércio eletrônico e para o novo sistema de gerenciamento de pedidos.

Manter as coisas simples ajudará a manter o cronograma do seu projeto no caminho certo e a evitar problemas orçamentários.

Fornecedores estão prontos?

Ao analisar a mudança de plataforma, talvez seja necessário negociar novos contratos com fornecedores. Liste todos estes fornecedores com antecedência e, assim que você assinar um contrato com a nova plataforma, sua equipe de desenvolvimento terá acesso imediato aos sistemas e às equipes necessárias para concluir as tarefas mais críticas desse processo.

Proteção contra fraudes

Atualizar a plataforma de e-commerce correta não é a única decisão que pode ter um impacto enorme no sucesso e na lucratividade de seus negócios. Escolher a solução de prevenção contra fraudes é igualmente importante, principalmente neste momento, considerado ótimo para avaliar a experiência de usuário em seu site atual.

Comerciantes que implementam estratégias eficazes de proteção contra fraudes não apenas defendem seus negócios em crescimento, mas também preservam a experiência do cliente, sem jamais afetá-la negativamente, criando mais confiança no mercado e, consequentemente, aumentando o volume de transações legítimas realizadas diariamente.

*Colaboração de Bruno Farinelli, gerente de Análise de Fraudes da ClearSale USA.

Converse agora com os nossos especialistas antifraude:

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.