27/02/2018 •
3 min. de leitura

Autenticidade, Liberdade e Inovação

Nós sabemos que os americanos são pragmáticos e metódicos. Neste artigo da Harvard Business Review, há uma pesquisa empírica em que eles concluíram que "contar uma história embaraçosa (em melhor português: ridícula)" sobre você antes de realizar um brainstorming aumenta sua eficiência em termos da quantidade e qualidade das ideias colhidas na dinâmica.

 

Nós vivenciamos, através do nosso escritório da Flórida, que na cultura corporativa americana a vida profissional é extremamente desvinculada da vida pessoal. Com base em nossa história na ClearSale, eu me permitiria realizar uma pequena generalização na interpretação dos resultados da pesquisa da HBS e concluiria algo como: "Uma maior abertura/exposição pessoal no trabalho ajuda a criatividade, e consequentemente a inovação, a fluir".

Os resultados da pesquisa só reforçam a minha crença que alguns dos elementos essenciais da cultura da ClearSale incentivam a criatividade e a inovação. São eles:

  • Autenticidade - a ClearSale incentiva muito que a pessoa seja ela mesma no trabalho, sem ter que vestir a "máscara corporativa"
  • A mistura do pessoal com o profissional no trabalho - todo profissional é uma pessoa e isso não pode ser negado. Uma pessoa passa por momentos de glória, por momentos ridículos, por problemas e por conquistas e tudo isso pode ser compartilhado na empresa. Aliás, este compartilhamento é incentivado nas atividades promovidas pela empresa e também nas reuniões de equipe.
  • A horizontalização - Os níveis hierárquicos na ClearSale são os mínimos possíveis e, desejavelmente, inexistentes em termos de comunicação, onde todos deveriam ser livres para se comunicar diretamente e abertamente com qualquer nível hierárquico.
Pessoas autênticas, que compartilham suas vidas no trabalho e que têm liberdade de expressão acabam se permitindo compartilhar seus pensamentos nos diferentes fóruns.

Na minha visão, estes elementos da cultura combinados transformam em natural o que os americanos desenharam em forma de um experimento procedimental. Pessoas autênticas, que compartilham suas vidas no trabalho (incluindo seus episódios ridículos assim como quaisquer outros) e que têm liberdade de expressão acabam se permitindo compartilhar seus pensamentos nos diferentes fóruns. Assim, as ideias fluem quantitativamente e qualitativamente por toda a empresa, tornando-se elementos fundamentais na emergência da inovação.

Título

Escrito por

Sócio e presidente da ClearSale, Dr. Bernardo Lustosa tem diploma em Estatística pela Unicamp e mestrado em Economia Empresarial com foco em Finanças pela UCB-DF, além de doutorado em Administração de Empresas pela FGV-SP. Bernardo também é empreendedor de destaque da Endeavor, investidor anjo e empresário certificado pela universidade de Stanford, nos EUA, após concluir o Stanford Executive Program 2019.