31/08/2017 •
2 min. de leitura

Como analisar o heatmap para aumentar a conversão do seu e-commerce

Construir um e-commerce é um processo complicado, que envolve muitos detalhes e processos, e quando finalizado, vem a etapa mais importante: começar a vender! Mas, e agora? Como vou saber se todas as decisões que foram tomadas nesta construção estão realmente agradando meu público e otimizando a experiência do meu cliente?

 
 

Uma das formas é usar uma ferramenta muito conhecida no comércio eletrônico, chamada Heatmap ou Mapa de Calor.

Um dos sites mais famosos que oferece uma ferramenta para este serviço é o Crazy Egg (https://www.crazyegg.com/) e esta análise (por qualquer ferramenta), basicamente identificará 3 pontos de atenção: uma estimativa de clique, que basicamente, vai mostrar os pontos mais clicados do seu site,, tanto na versão Mobile quanto Desktop, assim você vê o que está “performando” mais ou menos por lá; por onde a movimentação do mouse do consumidor final está mais evidente, que talvez pareça dizer pouco, mas vai te mostrar por onde os olhos dos visitantes estão se voltando mais; por fim, é extremamente importante avaliar as partes mais queridas, através da análise de barra de rolagem.

Esta análise pode te levar a algumas ações para que leads não sejam perdidos em vão, como: - - Analisar se algumas imagens do seu site não precisa de uma versão com link direcionado ao conteúdo que ela se propõe;

- Eliminar elementos que tenham pouca ou nenhuma importância e estejam escondendo o que o cliente realmente busca;
- Enriquecer conteúdos em partes do site que estejam recebendo mais atenção, pois, provavelmente o cliente não está encontrando o que procura;
- Reavaliar a adaptabilidade do seu site aos diversos dispositivos oferecidos pelo mercado
Tudo isto, com certeza, o levará a enxergar pontos que jamais seriam notados e desembaçar a visão turva para o aumento de taxa de conversão tão almejado.

O HEATMAP DA CLEARSALE

O heatmap da ClearSale é um pouco diferente do já citado. Neste caso, o objetivo não é otimizar o processo do bom consumidor dentro de um e-commerce, mas, sim, identificar quem está tentando se aproveitar de brechas, para se beneficiar em nome de terceiros. No caso, um fraudador.

Através de duas ferramentas tecnológicas de ponta, Mapper e Behavior Analytics, nós avaliamos diariamente as ações, tanto do fraudador como do bom consumidor, para que possamos diferenciá-los. Características como identificação do device da máquina que está sendo utilizada e comportamento cadastral que detecta ações fora do comum nas contas dos usuários, levam nossos modelos estatísticos a uma retroalimentação mais qualitativa e assertiva. Consequentemente, beneficiando as análises do nosso time de estatísticos e de investigação humana, para que assim, possamos cumprir a nossa missão de te oferecer a sonhada liberdade para vender com segurança.

Converse agora com os nossos especialistas antifraude:

Escrito por

Posts de convidados da Clearsale.