16/05/2018 •
2 min. de leitura

Copa do Mundo 2018: estratégias e dicas para tornar o seu negócio campeão

É muito comum dirigentes de empresas terem o pensamento de que um ano com Copa do Mundo e eleições é quase um ano perdido. Infelizmente, para muitas empresas esses eventos representam quedas expressivas no faturamento. Mas, será que isso é uma regra ou apenas uma falta de visão para aproveitar essas sazonalidades?

 
 

É claro que alguns segmentos, como varejo esportivo e bancas de jornal que vendem o famigerado álbum da Copa, são beneficiados diretamente pela competição.

Segundo o IBGE, até maio de 2014, véspera da Copa do Mundo no Brasil, houve um crescimento de quase 5% do varejo, onde as principais responsáveis foram ações voltadas para a Copa do Mundo e o Dia das Mães.

Mas, existem vários tipos de ações que uma empresa pode fazer para aproveitar esse momento sem ter um produto diretamente ligado a área esportiva. Veja algumas delas para se inspirar:

Embalagens e brindes personalizados

Vamos falar bem a verdade, em época de Copa do Mundo tudo que é verde e amarelo nos chama a atenção e desperta desejo. Desde um aparelho de barbear até um squeeze.

De acordo com a agência Foxline Marketing Promocional, as vendas podem aumentar até 41% com produtos personalizados. Isso, é claro, desde que seja algo bem feito e atrativo. Simplesmente colocar a bandeirinha brasileira na embalagem não é suficiente.

Dessa forma, que tal ter embalagens personalizadas em alguns de seus produtos? Ah, não vende produtos? Tudo bem, que tal personalizar alguns brindes? Ou, até mesmo entregar uma tabela de jogos com a marca de sua empresa. Esse tipo de iniciativa, além de trazer uma novidade para o visual de seu negócio, também vai apelar para a emoção do consumidor.

Mas, tome cuidado! É muito importante estimar a quantidade certa a ser produzida, pois diferente de suas embalagens padrão, uma embalagem direcionada para um período específico perde a validade rapidamente. Afinal, depois que a Copa acabar – no pior dos cenários, caso o Brasil seja eliminado antes da final – ninguém mais vai se interessar por esse produto.

Relacionamento com o cliente

É muito comum que empresas ofereçam alguns benefícios para seus clientes, que não são diretamente ligados ao seus produtos ou serviços comercializados. Dentre eles existem descontos em algumas lojas, ingressos para shows, milhas para viagem, brindes, entre outros. Pensando no clima da Copa, que tal selecionar um dia de jogo do Brasil e alugar um espaço para assistir a partida junto de seus principais clientes? Esse tipo de evento pode estreitar relações profissionais de forma positiva e divertida.

Promoções temáticas

Abaixar preços tem seus prós e contras. Obviamente, essa diminuição vai atrair mais compradores, mas ao mesmo tempo, você acaba diminuindo o VALOR (note a caixa alta) de seu produto ou serviço. Mas, caso essa estratégia lhe agrade, pense em realizá-la através de uma comunicação temática. Por exemplo:

A Magazine Luiza dará descontos que variam de R$ 50,00 a R$ 1.500,00 em televisores para aqueles consumidores que levarem seu aparelho antigo. O mote da campanha é “Você vai ter coragem de ver o Brasil com a mesma TV do 7x1?”. Esse é um belo exemplo de apelar para o emocional. Afinal, em 2014 presenciamos uma das maiores derrotas de nossa seleção em nosso próprio país.

Portanto, se você pensa em realizar uma promoção, tente fazê-la de forma temática, para agregar valor à sua marca e não desvalorizar o seu produto ou serviço.

Relacionamento com seu público interno

Não tem como, em época de Copa o assunto sempre será a respeito do evento. Seus colaboradores vão pensar no próximo jogo e discutir a respeito daquele que terminou. Que tal aproveitar esse furor e proporcionar momentos divertidos de confraternização entre todos? Selecionar um local da empresa e colocar um telão, ou um grande televisor, e convidar todos os colaboradores para assistir aos jogos é uma ótima inciativa para aproveitar essa energia.

É claro que esse tipo de pausa vai depender da dinâmica de sua empresa. Alguns setores não podem ter essa parada. Mas, se possível, é uma ótima prática. Sua empresa não vai quebrar se todos se divertirem assistindo a um jogo juntos. Pelo contrário.

Sazonalidades, como a Copa do Mundo ou datas comemorativas podem ser muito bem aproveitadas. É claro que cada segmento tem suas particularidades, de forma que alguns realmente são prejudicados. Mas, se existe a possibilidade de sua empresa aproveitar esses períodos, mesmo que de maneira unicamente interna, faça-o. Neste quesito, seu time só tem a ganhar.

*Artigo escrito pelo fundador da GUP Comunicação, Gustavo Rodrigues.

Título

Escrito por

Posts de convidados da Clearsale.