5/01/2018 •
3 min. de leitura

Entenda por que a análise humana é uma importante aliada na prevenção de fraudes

Era uma vez uma mulher chamada Helen. Ela se mudou para uma nova cidade e, infelizmente, perdeu seu cartão de crédito e teve que fazer uma compra online utilizando o cartão de um amigo. Apesar do excelente histórico de seu amigo com a loja, a transação foi recusada. A solução antifraude da loja em questão analisou os dados do cartão, o endereço de e-mail e o novo endereço e considerou a transação como de alto risco, emitindo uma negação automática. Não houve avaliação do contexto e a loja perdeu uma excelente cliente.

 
 

Este exemplo fictício mostra a importância da análise humana para uma devolutiva adequada quanto a possibilidade de fraude. Muitas empresas passam por estes dilemas diariamente, usando exclusivamente a prevenção automatizada. Mas, o que realmente resolve estes tipos de problemas é a combinação fundamental de tecnologia de ponta e análise humana especializadas que podem, por exemplo, verificar se a voz é consistente com a idade e o gênero do comprador, sua origem ou se o comprador alegado é, na verdade, um fraudador.

Este tipo de análise não atua somente com base em padrões de fraude, mas também colocando os dados em contexto e confiando no conhecimento e no sentimento dos analistas. Num mercado altamente competitivo, esta distinção assegura não só satisfação, mas também pode impactar diretamente no aumento da sua receita.

Ainda está difícil de acreditar? Vamos a um outro ponto de vista então. Coloque-se no lugar de Helen e pense quão frustrada ela se sentiu quando não conseguiu comprar o item que precisava. Ela provavelmente usará redes sociais, como Twitter e Facebook para publicar comentários negativos sobre a loja. As pessoas que a conhecem vão dar like de seus comentários e compartilhá-los com centenas de outros contatos, criando um efeito de “bola de neve”. O resultado é que a empresa acabará sofrendo uma perda financeira e também de imagem. E, no final das contas, tudo isso poderia ter sido evitado através da análise humana.

"Nosso principal objetivo é sempre analisar a fundo as transações combinando especialistas e tecnologia de ponta para procurar preservar os bons consumidores. Este é um investimento que contribuirá para uma perene sustentabilidade do negócio", salienta o gerente de operações da ClearSale Brasil, Gabriel Firer. Ele também comenta que as vantagens deste modelo são enormes, pois geram um aumento qualitativo nos índices de aprovação, mais vendas convergentes e uma excelente imagem de mercado.

“Há inúmeros fatores para considerar ao selecionar o melhor parceiro antifraude no mercado. Deve se levar em consideração quantas pessoas estão realmente envolvidas na análise de risco, se há uma equipe estável e focada, com experiência antifraude interna a longo prazo ", acrescentou.

Além disso, Gabriel também lembra o quanto é importante verificar se esses profissionais são especialistas qualificados. Muitas vezes, as empresas usam equipes genéricas, o que compromete a eficiência da prevenção. Faça perguntas sobre treinamento e frequência de atualização. "Os fraudadores estão cada vez mais criativos. Os especialistas não devem ser diferentes. Eles devem ser capazes de identificar o que é um comportamento anormal para preservar os bons compradores e os resultados da empresa" complementa.

*Este conteúdo foi criado pelo time da ClearSale Miami, traduzido e adaptado pela ClearSale Brasil.

Título

Escrito por

Posts de convidados da Clearsale.