9/01/2018 •
4 min. de leitura

Como o antifraude pode ser uma peça fundamental junto à documentoscopia

Um dos nossos primeiros papeis na sociedade, que nos faz sentir parte dela, é quando emitimos nossos primeiros documentos: RG, CPF, o primeiro comprovante de residência, de conta bancária. E como não poderia ser diferente, são peças que também se tornaram fundamentais para comprovar nossa identidade e poder creditício no comércio. Agora, será que a simples conferência delas é eficiente?

 

 

Os altos e baixos da documentoscopia

Como já sabemos, a sagacidade dos fraudadores e a flexibilidade de suas técnicas nos fazem ter que estar sempre inovando em suas formas prevenção. No mercado, já podemos ver alguns avanços quanto à análise de documentos para compra de produtos e contratação de serviços, que é conhecida como documentoscopia. Geralmente, a análise é feita através de scanners e câmeras que enviam os dados do documento a uma central que, com o auxílio de bueraus de pesquisa, conflitam os números com uma base de dados que dá um primeiro cenário para que o vendedor ou atendente libere ou não a venda.

Uma segunda linha de análise é a humana, em que analistas avaliam os parâmetros visuais dos documentos, pois cada um deles tem padrões de estrutura que, ao serem fraudados, podem deixar algum detalhe escapar, técnica que é pouco praticada nestas análises e nem sempre por documentoscopistas. Mas, você já parou pra pensar em quais tipos de fraude ou falhas podem, ainda assim, passar por este tipo de análise? Alguns pontos de atenção que rodeiam esta dúvida são:

Geralmente, as análises NÃO são feitas por documentoscopistas. Isto faz com que alguns fatores técnicos da análise não sejam considerados, assim abrindo brechas para fraudes.

Vendedores mal intencionados. Uma das fraudes mais comuns em contratações de serviços é a chamada “Venda Indevida”. Vendedores tem metas para bater, como todos sabemos, o que motiva alguns deles a imputarem vendas a consumidores que não as solicitaram. E, para isso, podem encobrir documentos falsos.

Fraude amigável. Ainda acompanhando o exemplo acima, este mesmo vendedor que pode aceitar documentos falsos para bater metas, pode também aceitar documentos de familiares e amigos daquele cliente, que tenha sido apresentado sem qualquer termo de autorização do titular.

Morosidade e danos ao UX (User Experience). Aguardar a análise de documentos que devem ser apresentados na loja, scaneados ou fotografados, solicitados via e-mail (em alguns canais de venda), enviados a uma central para análise, além de gerar fricção na venda faz com que muitas pessoas, dependendo da tratativa, sintam-se vistas como suspeitas desde o início do trâmite. Fora o fato de que, se na loja física o cliente esquecer um documento sequer, a compra não poderá ser concluída, o que vai gerar uma enorme frustração ao consumidor.

E agora, como o antifraude pode me ajudar?

Tendo em vista este cenário, é possível enxergar que, além de brechas para entrada da fraude, a experiência de compra positiva do seu cliente também está em jogo. E é neste momento que uma solução antifraude, com base consolidada e vasta experiência de mercado, pode te ajudar.

Aqui na ClearSale, por exemplo, temos a oportunidade de analisar o comportamento de compra online do cliente em questão, fora os documentos. Não só com uma base única de dados (fonte que contém o histórico e comportamento de compra dos consumidores no mundo digital), mas também com analistas experientes, que tem o olhar voltado para identificar a fraude no detalhe. Assim surge a chance de se ter um segundo fator de autenticação para aquela venda e a diminuição de fricção no processo, o que consequentemente, preserva mais a experiência do seu consumidor.

A grande sacada da nova era digital para o mercado, está sim em grandes avanços na validação de dados para compras mais seguras como, biometria, documentoscopia, selfies, mas também está no poder de olhar o todo e identificar, através de comportamentos de compra, padrões de ações para que, além de se estar à frente dos passos dos fraudadores, você também possa preservar a integridade experiencial dos bons consumidores.

Espero que tenhamos te ajudado a entender um pouco mais sobre a documentoscopia e como o antifraude pode potencializá-la. Para estar sempre por dentro das informações que temos para você, assine nosso blog e saiba cada vez mais como proteger o seu negócio da fraude!

Título

Escrito por

Posts de convidados da Clearsale.