12/03/2021 •
2 min. de leitura

Golpes nas redes sociais viram pesadelo para bares e restaurantes

Fraudadores têm criado perfis falsos para oferecer promoções inexistentes e roubar dinheiro dos clientes. Saiba como funciona e proteja sua marca!

 
 

Que os fraudadores têm se desdobrado para criar, quase que diariamente, novas formas de atrair vítimas, já nem é exatamente uma novidade. No entanto, uma modalidade que ganhou força durante a pandemia tem chamado a atenção de pessoas físicas e empresas.

Criminosos têm criado perfis falsos em redes sociais, principalmente de bares e restaurantes, para entrar em contato com seguidores e oferecer promoções que, na verdade, são armadilhas para aplicar diversos tipos de golpes.

O mais comum deles é o do envio de um código via SMS para supostamente ativar a promoção, quando, na verdade, trata-se de um meio para sequestrar a conta de WhatsApp das vítimas. Em posse dessa conta, os fraudadores se passam pelas vítimas para pedir dinheiro aos contatos das mesmas.

Em outros casos, os criminosos são ainda mais diretos: enviam links de pagamento ou dados bancários para transferência e pedem um adiantamento pela reserva promocional, como forma de garantir a oportunidade. Se a vítima cai no golpe, dificilmente conseguirá recuperar o valor pago, e provavelmente só descobrirá a fraude quando entrar em contato com o estabelecimento.

Prejuízos também para os estabelecimentos

Neste cenário, os estabelecimentos envolvidos – grandes redes, em muitos casos – têm mostrado grande preocupação com os prejuízos que tais golpes trazem à imagem da marca, e que comprovadamente podem ultrapassar os diretamente causados pela fraude.

Em não raros os casos, ainda que denunciem estes perfis na rede social em que aparecem, os estabelecimentos ficam de mãos atadas, uma vez que, se não violarem regras do site, estes perfis não são bloqueados. Além disso, a dificuldade em encontrar criminosos que usam apenas meios digitais também aumenta a sensação de impunidade, por parte dos fraudadores, e a de vulnerabilidade, por parte dos estabelecimentos.

Como evitar este tipo de golpe

Para ficar longe deste tipo de crime, consumidores podem adotar medidas simples, mas que costumam ser eficazes contra a ação dos fraudadores. Desconfiar deste tipo de abordagem, procurar diretamente o estabelecimento antes de realizar qualquer pagamento, não clicar em links dos quais não se conhece a origem, não compartilhar dados são práticas recomendáveis. Fraudadores buscam o caminho mais fácil, e se você dificultar o processo para eles, é muito provável que eles migrem para outra tentativa.

Já para as empresas, apesar de ser um problema bem mais complexo, a boa notícia é que há como se proteger com eficiência. Para isso, no entanto, o mais recomendável é contar com a ajuda de um parceiro especializado em prevenir e combater este tipo de fraude.

ThreatX pode ajudar

O ThreatX, da ClearSale, oferece soluções de antiphishing, takedown, identificação de fraudes e vazamento de dados para reduzir a exposição das marcas e seus clientes a ataques fraudulentos. Para isso, a ClearSale usa um time de hunting especializado em surface, deep e dark web, que trabalha junto com a Inteligência Artificial para definir o nível de ameaças, antes que aconteça um ataque. Para evitar roubo de informações, a empresa derruba páginas, perfis e aplicativos falsos, além de monitorar todas as páginas e redes sociais que possam apresentar problemas.

Converse agora com os nossos especialistas em segurança:

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.