12/06/2017 •
2 min. de leitura

O que fazer quando seu negócio sofre um ataque fraudulento?

Um dos maiores medos de quem tem um e-commerce é sofrer uma fraude, esta pode não ser uma preocupação inicial, mas assim que é descoberta a sua gravidade ela se torna uma grande vilã do negócio. Será que sua equipe antifraude perceberá pequenas mudanças nas tendências em transações que precedem um ataque, ou só perceberão algo significativo após um grande chargeback?

 

Como ataques fraudulentos podem disparar

Os fraudadores são muito dinâmicos, às vezes mais espertos que seu sistema de prevenção à fraude. Uma vez que identificam uma vulnerabilidade, seu negócio estará exposto e o dano financeiro resultante pode vir rapidamente.

A notícia de uma fraqueza em um sistema antifraude se espalha com facilidade, por muitas vezes com diversos fraudadores atacando o mesmo negócio, pegando tudo que podem antes que a segurança corrija o erro. Daí seguem em frente, procurando o próximo negócio virtual vulnerável.

Quando fraudadores avaliam a segurança de um comércio eletrônico em preparação para um ataque cibernético, eles podem:
- Sondar o território. Um fraudador pode testar a viabilidade de um número de cartão de crédito fazendo uma pequena e única compra. Se ela for aprovada, ele sabe que tem um cartão válido, abrindo caminho para mais (e maiores) transações fraudulentas no futuro.

- Fazer encomendas de baixo custo. Se transações testes mostrarem ao fraudador que ele não pode comprar itens de valor superior R$ 50,00 ao invés disso ele pode comprar 5 itens no valor de R$ 10,00 cada.
- Driblar regras antifraude. Se seu negócio vende computadores, você pode estabelecer uma regra de filtro antifraude que marca transações de computadores acima de R$ 2.000,00. A primeira transação de um criminoso virtual, um computador de R$ 2.100,00 falha. Mas, sua segunda encomenda, um computador de R$ 999,00 é aprovada. Simples assim, o fraudador identificou sua vulnerabilidade à fraude, e várias transações fraudulentas vêm em seguida.
- Modificar encomendas após a confirmação. Após fazer uma encomenda com os dados verdadeiros do titular do cartão de crédito, fraudadores ligam para o atendimento ao consumidor e mudam o endereço de entrega. Como maioria das empresas não reavaliam encomendas aprovadas, a compra fraudulenta é realizada.

Protegendo seu negócio contra ataques fraudulentos

Para obter sucesso, fraudadores evitam os possíveis radares de uma equipe antifraude. Se não conseguem, eles seguem adiante à procura de um alvo mais fácil. Use essas medidas preventivas para deixar os fraudadores alertas deixando claro que você está de olho.
- Não dependa apenas de filtros baseados em regras para proteger seu negócio. O que funciona hoje pode falhar amanhã, fraudadores têm métodos para a identificação de regras antifraude. Ao invés disso, utilize uma abordagem multifacetada que combina tecnologia de ponta, inteligência estatística e análise humana sofisticada.
- Incorpore uma estratégia que inclui um seguro contra estornos. No caso uma garantia de 100% de estorno sobre o que o comerciante não receberá.
- Fique atualizado sobre as mais novas técnicas de fraude, estimativas de gerenciamento antifraude e violação de dados.
- Analise todas as transações, não só aquelas marcadas pelos filtros antifraude. Isso faz com que você identifique tendências de fraude e comportamento em grupos de encomendas virtuais.
- Certifique-se que seu sistema de segurança permaneça atualizado. Você não pode proteger sua empresa com tecnologia ultrapassada.

Reforçando: fraudadores são criativos. Para prevenir ataques fraudulentos, sua equipe também deve ser. As pessoas que planejam estes ataques encontram o caminho com menos resistência se sua proteção antifraude está funcionando corretamente.

Título

Escrito por

Posts de convidados da Clearsale.