30/11/2021 •
2 min. de leitura

ClearSale realiza primeira Black Friday 100% na nuvem e garante 100% de disponibilidade aos clientes

 
 

O final do mês de novembro, devido à Black Friday, é uma das datas que mais geram transações no e-commerce brasileiro - e, com isso, existe uma preocupação para análises acuradas com relação às fraudes, além, é claro, de todo um trabalho para que as empresas possam se preocupar, unicamente, em vender com qualidade, sem criar fricções e prejudicar a experiência do cliente.

Para esse ano, a ClearSale realizou uma preparação muito mais extensa para a Black Friday, com o propósito de sustentar a melhor experiência possível aos clientes, pensando em garantir a maior porcentagem possível no que diz respeito à parte de disponibilidade. E os resultados ficaram acima do esperado, considerando a quantidade de pedidos para a data: houve 100% de disponibilidade para nossos clientes, o que garante, durante todo o período da Black Friday, uma jornada sem intercorrências.

Tudo isso foi realizado com mais de 35% do time de TI dedicado exclusivamente ao projeto. Os colaboradores se revezaram em salas virtuais de monitoramento desde a quinta-feira até a noite de sábado. Após o período mais crítico da data, houve trocas no time em formato de plantão.

Esse projeto é muito importante, pois quanto maior a disponibilidade, melhor serão os resultados na experiência de venda. O conceito de 100% de disponibilidade é, basicamente, suportar toda a volumetria de pedidos, que nesta Black Friday superou a marca de 7,3 milhões, sem que haja nenhum problema no servidor. Ou seja, toda a inteligência, ferramentas e os produtos da ClearSale não tiveram ruídos diante da quantidade milionária de pedidos. Esse dado, considerado uma das grandes conquistas da ClearSale no ano, traz um impacto extremamente significativo aos clientes, pois todos conseguem ter tranquilidade para focar na gestão de suas operações.

Qual impacto ao garantir 100% de disponibilidade?

O resultado por si só torna-se um case de sucesso para as próximas datas sazonais na ClearSale, visto que esse número garante elevados índices de disponibilidade da nossa solução. Se, provavelmente, na maior data do e-commerce não ocorreram problemas de retorno de análises, em outras ocasiões de grandes demandas, dificilmente ocorra algo que prejudique as vendas ou que não dê tranquilidade para os clientes gerirem as respectivas operações. 

“A realização deste trabalho, realmente, é muito satisfatória. Não digo que seja surpreendente, pois sabemos a qualidade dos nossos times de tecnologia, altamente especializados e com capacidade de implementar os mais diversos recursos da nuvem. Isso traz uma garantia de atendimento às demandas de negócio interna e dos nossos clientes”, relatou Omar Jarouche, diretor de Marketing e Soluções da ClearSale.

Outro ponto que Omar fez questão de ressaltar foi com relação à quantidade de clientes impactados com esse número.

“Importante dizer que essa métrica não atinge apenas um número pequeno de clientes, mas sim toda uma base grande e robusta - na última divulgação de resultados, passamos o número de 5 mil clientes. O trabalho para essa quantidade é muito difícil, claro, mas o resultado é muito mais satisfatório. Causar esse impacto em praticamente todos os principais players do mercado, na maior data do e-commerce brasileiro, é um fato relevante para poucas empresas. Orgulho em saber que a ClearSale é uma delas”, finaliza Omar.

Testes para Black Friday começaram há quase quatro meses

Claro que, para resultados com qualidade, há todo um planejamento desenhado por vários meses. Desde o começo de agosto, houve intensificação dos testes de stress, com períodos que variavam entre uma e duas semanas. A partir de outubro, esses mesmos testes passaram a ser realizados semanalmente - houve períodos que a ClearSale fez três dias de teste na mesma semana, já no começo de novembro.

A ideia de começar os testes há alguns meses, e com tanta frequência, era verificar, além de ajustar conforme necessário, a capacidade do sistema, sem que apresentasse problemas para os clientes, sempre com base em um objetivo de integração e processamento visando maior confortabilidade para a data.

Durante esses testes, foi possível realizar ajustes, o que impacta diretamente no aumento da capacidade e da quantidade de instâncias de servidores, seja em aplicação ou bancos de dados. No decorrer do processo dos testes, outra melhoria relevante foi finalizada: a migração completa para a nuvem. Em um primeiro momento, uma série de instabilidades foi gerada, mas tratadas no decorrer do mês de outubro, de modo que o sistema estivesse rodando perfeitamente para a data. 

“Isso nos deu uma capacidade de distribuição de processamento muito grande”, conta Guilherme Rolim, gerente de Desenvolvimento de Software e Suporte Técnico da ClearSale e um dos responsáveis pelo projeto da Black Friday.

Além disso, houve um aumento significativo em relação à quantidade e à qualidade dos dashboards de monitoramento. A implicação positiva disso é que, por meio dessas análises, é possível detectar potenciais problemas muito mais rapidamente e, consequentemente, atuar antes que se torne algo grave.

A primeira Black Friday 100% na nuvem

Além do 100% de disponibilidade, essa foi a primeira Black Friday que a ClearSale atuou 100% na nuvem. O uso da nuvem possibilita mais flexibilidade de ampliar a estrutura da empresa de forma ágil e robusta. Assim, há como suportar os elevados volumes de transações e processamentos a cada minuto.

Com o aumento de servidores, foi possível isolar ou dedicar servidores para alguns componentes mais usados ou que demandam mais recursos, sejam eles processamento de modelos estatísticos, de regras de decisão, processos automatizados de detecção de ataques. Estar na nuvem também gera aumento da capacidade dos sistemas de integração e da plataforma de análise.

Título

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.

Assine nossa newsletter

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.