16/01/2020 •
2 min. de leitura

ClearSale visita Hudson Yards para conferir as tendências do varejo

 

Maior empreendimento imobiliário privado da história dos EUA conta com mais de 100 lojas modernas e absolutamente inspiradoras

 

 
 

Com investimento que supera a casa dos US$ 25 bilhões, o Hudson Yards é a mais recente atração turística e econômica dos EUA. São aproximadamente 56 mil m2 planejados para revitalizar uma área de Manhattan que passava por certo declínio, e que agora conta com um shopping de luxo com mais de 100 grandes marcas e lojas que oferecem experiências encantadoras aos clientes, seguindo uma tendência vista à exaustão na edição 2020 da NRF.

Clique aqui e baixe o e-book gratuito

Acesse o conteúdo exclusivo e gratuito sobre a NRF 2020

Na última terça feira (14), a ClearSale acompanhou a delegação do Centro de Excelência em Varejo da FGV-SP na visita técnica ao local, com um time de dezenas de varejistas ansiosos para ver a aplicação prática dos conceitos e tendências apresentads no maior evento mundial do setor.

Confira o vídeo com os detalhes da visita

 

 

No roteiro, organizado pelos especialistas da FGV que comandam a delegação, estiveram lojas de marcas menos óbvias, como Neiman Marcus, B8ta, Camp, Citarella, Forty Five Tem e Little Spain, assim como a mundialmente famosa Dior. Todas, no entanto, com alguns pontos em comum: estratégias diferenciadas, segmentação de público bem aplicada, pensamento disruptivo, foco na experiência do usuário e na conexão humana.

Mais sobre o Hudson Yards

Construído às margens do Rio Hudson, na parte oeste da ilha de Manhattan, em Nova Iorque, o Hudson Yards é uma espécie de bairro planejado, inaugurado em março de 2019, que traz uma mistura interessante de shopping, hot spot gastronômico, hotel, galeria de arte e complexo imobiliário, tendo se transformado, em pouco tempo, um novo ponto turístico de uma das principais cidades dos EUA.

Local de diversos atrativos ao público, o Hudson Yards é o endereço do Vessel, uma construção imponente do arquiteto inglês Thomas Heatherwick, com formato que lembra uma colmeia e possui 2.500 degraus, 154 lances de escadas e 45 metros de altura, proporcionando uma das vistas mais bonitas da ilha norte-americana.

Enquanto isso, o shopping center conta com 100 marcas e 20 restaurantes, contrariando uma cultura bem característica de Nova Iorque, que é a do comércio de rua.

Dividido em variadas torres comerciais e residenciais, o Hudson Yards ainda tem parte de seu projeto em construção, mas, devido ao luxo que ostenta, deve se tornar rapidamente um dos pontos mais valorizados da cidade. Além disso, o local ainda abrigará um hotel.

Conteúdo relacionado:

NRF 2020: varejo deve usar dados para transformar experiências

NRF 2020: novidades do varejo são comuns às do combate a fraudes

NRF 2020: cibersegurança está na pauta do maior evento de varejo

Converse agora com os nossos especialistas antifraude:

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.

Assine nossa newsletter

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.