17/01/2020 •
2 min. de leitura

Varejistas realizam visitas técnicas em supermercados de Nova Iorque

Grupo acompanhado pela ClearSale e pela FGVSP teve acesso aos principais ingredientes de sucesso das grandes redes dos EUA

 

Um dos momentos mais esperados pelos varejistas que fazem parte das comitivas e delegações que realizam viagens para o Retail’s Big Show da NRF, que acontece anualmente em Nova Iorque, é a possibilidade de conhecer de perto as empresas consideradas referências no mercado norte-americano, que é um dos mais vorazes do varejo no mundo.

Clique aqui e baixe o e-book gratuito

ClearSale visita o Hudson Yards para conferir tendências do varejo

Acesse o conteúdo exclusivo e gratuito sobre a NRF 2020

A oportunidade de testemunhar e processos e formas de atuação – bem como identificar estratégias claras e diferenciadas para eficiência de execução, foco obsessivo no cliente, inovação, propósito e construção da marca – é a principal motivação dos varejistas, os quais buscam adquirir novos conhecimentos que podem ser aplicados no mercado brasileiro.

Na última quarta-feira (15), a delegação comandada pelo Centro de Excelência do Varejo da FGV-SP, e acompanhada pela equipe da ClearSale enviada ao evento, cumpriu um roteiro de visitas aos grandes supermercados do estado de Nova Iorque.

Assista ao vídeo e confira um resumo das principais lojas visitadas.

 

 

Amazon Go

Com sua primeira unidade inaugurada pela Amazon em maio de 2018, na cidade de Seattle, a Amazon Go é uma rede de lojas de conveniência na qual os consumidores entram, escolhem qualquer um dos produtos das prateleiras, pegam e vão embora sem passar por qualquer procedimento em uma caixa registradora.

Como todos os clientes que entram na loja precisam ter o QR Code gerado pelo aplicativo da Amazon Go, há, necessariamente, um cartão de crédito cadastrado no sistema da loja, o que gera uma cobrança automática para o titular do cartão. Tudo muito rápido e sem atritos ao cliente.

A ideia da Amazon é que a partir deste ano possa haver uma expansão não apenas no número de lojas Amazon Go (são 20 nos EUA hoje), mas também avançar no tamanho dos estabelecimentos, incluindo até mesmo a ideia de supermercados sem caixas registradoras.

O problema, no entanto, é que, apesar das centenas de milhões de dólares investidos pela empresa neste tipo de tecnologia, ainda há alguma resistência por parte das pessoas que não possuem um cartão de crédito e desejam pagar suas compras em dinheiro.

Walmart Neighborhood Market

Localizado na cidade de Levittown, vizinha de Nova Iorque, o Walmart Neighborhood Market é uma loja experimental e totalmente tecnológica da rede. É a unidade que abriga o que a empresa batizou de Laboratório de Inteligência do Varejo, uma divisão da Walmart exclusiva para o desenvolvimento de tecnologias que possam otimizar a operação das lojas e, em um futuro próximo, até mesmo vender tecnologia para outros varejistas.

A loja, apesar de operar normalmente como qualquer outra da rede, também funciona como ambiente de teste para tecnologias emergentes, como câmeras alimentadas por Inteligência Artificial e telas interativas para os mais variados fins.

Com tamanho, quantidade de produtos e fluxo de pessoas absolutamente próximo do que se vê nas grandes lojas da rede ao redor dos EUA, ela é considerada ótima para testes. São cerca de 1500 câmeras espalhadas pela loja para monitorar, principalmente, níveis de estoque.  Dessa forma, a Inteligência Artificial consegue detectar quando alguma ação é necessária para evitar prejuízos com produtos vencidos ou prateleiras vazias, gerando alertas em tempo real para colaboradores.

Trader Joe’s

O Trader Joe’s é uma das redes de supermercados preferida pelos clientes de Nova Iorque. Com um modelo moderno de gestão que inclui o empoderamento dos colaboradores, a rede é considerada um dos melhores lugares para se trabalhar nos EUA.

Com uma gama variada de produtos, como praticamente todos os supermercados de Nova Iorque, o Trader Joe’s encontrou uma saída interessante para a venda de bebidas alcoolicas, uma vez que a legislação local não permite esta comercialização em supermercados.

Ao lado de uma de suas grandes lojas, há o Wine Shop do Trader Joe’s, a loja de vinhos da rede. Com funcionários especialistas para atendimento aos clientes, o estabelecimento consegue transmitir uma imagem de alta qualidade mesmo praticando preços extremamente atraentes, com vinhos de uvas muito boas por cerca de US$ 3,00.

Whole Food’s

Adquirida recentemente pela Amazon, a Whole Food’s tem mais de 500 lojas nos EUA e algumas no Canadá. É uma rede que trabalha com o compromisso de contribuir com a melhora da dieta, saúde e qualidade de vida dos consumidores, assim como alinhamento às questões ambientais mais latentes do planeta atualmente.

É uma empresa preocupada em vender alimentos frescos, orgânicos, sem inúmeros processamentos artificiais, sem quantidades extremas de gorduras saturadas, etc. Também reconhecido como um dos melhores lugares para se trabalhar nos EUA, o Whole Foods apresenta excelentes resultados de vendas e lucratividade.

Wegman’s

A Wegman’s é uma rede de aproximadamente 100 lojas nos EUA. Conhecida por espaços grandes de vendas e pelo engajamento de seus funcionários, a empresa tem registrado faturamento anual na casa dos US$ 10 bilhões.

Segundo especialistas, o grande diferencial da Wegman’s é conseguir ser muito boa em diversos setores supermercadistas, oferecendo variedade, qualidade, bom atendimento e preços competitivos.

As lojas oferecem espaços e estrutura para que clientes possam consumir os produtos comprados dentro da própria loja. As soluções de refeições, por exemplo, são gerenciadas e assinadas por grandes chefs. Além disso, a cultura empresarial de valorização de funcionários também é considerada um ponto bastante forte desta rede.

Western Beef

O Western Beef é uma rede de supermercados de baixo custo com cerca de 28 lojas espalhadas por pontos estratégicos da área metropolitana de Nova Iorque. Voltado ao público de baixa renda, o Western Beef atua fortemente na área de perecíveis, principalmente carnes.

A localização de suas lojas se dá com base nas regiões mais etnicamente diversificadas de Nova Iorque, incluindo bairros povoados por imigrantes e famílias com rendas mais baixas, incluindo um mix de produtos totalmente baseado nas preferências das populações mais presentes na região onde a loja está localizada.

Aldi

Com aproximadamente 250 mil colaboradores, a Aldi está entre as 10 maiores redes varejistas do mundo. É uma empresa de origem alemã que possui mais de 10 mil lojas em todo o mundo, sendo cerca de 1800 delas nos EUA, onde faturam cerca de US$ 15 bilhões por ano.

Marcada por construir lojas imponentes em terrenos relativamente baratos, a Aldi tem um mix limitado de produtos, não passando de 1500 itens, sendo quase todos de marca própria. Os produtos têm boa qualidade e são ofertados a preços baixos, já que o mix reduzido ajuda nas negociações, fazendo com que a relação custo/benefício seja vantajosa também aos clientes.

A estratégia da Aldi é clara e diferenciada: foco e escolhas para dizer ‘sim’, e coragem para dizer não. A resposta positiva vai para os clientes, que podem comprar com rapidez, conveniência e bons preços. Já a negativa fica para a ampla gama de produtos, pagamentos com cartão de crédito e embalagens nos caixas.

Costco

A Costco é uma rede que opera cerca de 750 lojas no modelo atacarejo, sendo aproximadamente dois terços destas lojas localizadas nos EUA. Com faturamento total anual na casa dos US$ 130 bilhões, é considerada o segundo maior varejista do mundo.

Apesar de concorrer com outra rede importante, o Sam’s Club, a Costco apresenta números superiores e sucesso comprovado. O clube de compras da Costco entrega preços baixos aos seus associados, com elevado número de categorias de produtos, mas com uma seleção limitada de marcas – a Costco inclui marca própria em cada categoria.

Os produtos são direcionados a famílias inteiras, e por isso são vendidos em embalagens grandes, para semanas ou até mesmo meses. Diferente do que se costuma ver no Brasil por exemplo, a Costco não vende pacotes com embalagens menores para a revenda de pequenos varejistas.

Conteúdo relacionado:

NRF 2020: varejo deve usar dados para transformar experiências

NRF 2020: novidades do varejo são comuns às do combate a fraudes

NRF 2020: cibersegurança está na pauta do maior evento de varejo

Título

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.