8/11/2022 •
2 min. de leitura

Segurança na Black Friday: confira o checklist para sua empresa se proteger

Tem uma empresa e quer garantir a segurança na Black Friday? Então, confira este conteúdo e veja um checklist de como se proteger!

 
 

Segundo estudo da ClearSale, em 2021, o crescimento de fraudes em e-commerces na época da Black Friday foi de 131,54%. Comparado a 2020, é um número muito superior, com aumento de 51.553 pedidos fraudulentos.

Podemos elencar diferentes fatores para o aumento dos riscos e a diminuição da segurança na Black Friday. Por um lado, com a pandemia, boa parte das compras passaram a ser digitais. Por outro, muito sistemas de segurança não são tão eficientes. 

O fato é que essas falhas estão aí e, para que o número de riscos diminua em 2022, é fundamental que as empresas se preparem. Por isso, resolvemos apresentar dicas de como proteger a sua empresa e passar de forma ilesa por esse período. Entenda!

Quais são as principais fraudes na Black Friday?

Tratando-se de digital, especificamente de diferentes comércios, existem alguns problemas muito comuns e que, principalmente em épocas como a Black Friday, tornam-se mais presentes. Vamos ver, a seguir, os principais. Confira!

Pescas de dados

Também conhecido como phishing, é um tipo de ação fraudulenta bastante comum no qual os criminosos pegam os dados das vítimas por meio de um cadastro falso.

Nesses casos, o usuário não consegue perceber que a comunicação com a empresa é falsa, até porque os fraudadores usam um design muito parecido para confundir o consumidor.

Roubo de dados em sites falsos

Essa fraude tem ligação direta com a anterior. Um site é montado praticamente como cópia do original, porém, além de não ter os mecanismos de segurança, também pode ter diferenciações no endereço, como letras a mais, por exemplo.

Esse tipo de problema afeta diretamente a reputação da empresa, já que os clientes acham que foram enganados pela companhia. É importante ficar atento a banners em sites e em redes sociais. Golpistas compram espaços nesses lugares, pegam a identidade visual das lojas e usam as informações para divulgar seus sites falsos.

Na Black Friday, o foco é justamente oferecer promoções muito fora da realidade, mas que são tentadoras pelos preços baixos.

Interceptação de mercadorias

Esse tipo de fraude ocorre, em boa parte, por falta de mecanismos de segurança do e-commerce. Nesse caso, os fraudadores conseguem acessar o login e a senha do usuário. Com o cartão já gravado no sistema, eles apenas precisam mudar o endereço de entrega e pronto.

Como prevenir fraudes na Black Friday?

A boa notícia é que, apesar de existirem diferentes formas de fraude no meio digital, também há várias maneiras de se precaver. Com isso, você impede que o seu negócio seja uma vítima em potencial e protege os dados de clientes. A seguir, vamos mostrar um checklist do que se pode fazer. Confira!

1 - Eduque o seu consumidor

Muitas vezes, a perda de dados acontece pela falta de conhecimento do consumidor e até o descuido com informações. Por isso, é muito importante que a empresa procure educá-lo na forma como pode lidar com seus dados.

Especialmente no caso de promoções, a empresa deve deixar claros os canais de comunicação oficial. Se for detectado algum tipo de problema com o nome da marca, deve mandar avisos fornecendo instruções aos clientes. Dessa forma, evita-se que sofram algum tipo de ataque dos fraudadores.

2- Realize a economia de prevenção

Em épocas festivas ou de datas comerciais importantes como a Black Friday, muitas coisas podem acontecer. É preciso encontrar formas de prever, antecipar e também solucionar fraudes. A economia de prevenção é uma delas.

Ela corresponde a uma série de atividades com o objetivo de monitorar e se precaver perante possíveis ameaças às quais a companhia esteja exposta. Um exemplo é contar com tecnologia de Threat Intelligence, como o ThreatX, para fazer o monitoramento da marca, identificar e derrubar ameaças digitais.

Portanto, é fundamental entender quais são os pontos fracos das operações da empresa, identificando o que pode prejudicar a companhia, sobretudo em um momento como a Black Friday. O objetivo é auxiliar no aumento de receita nesse período.

Invista em treinamento dos colaboradores

Os colaboradores são uma parte fundamental para os resultados da companhia. Afinal, eles são aqueles que executam o que foi planejado, ou seja, colocam em prática as estratégias da gestão. No entanto, quando se trata de Black Friday, é importante que eles estejam preparados para as demandas trazidas pelo período.

Setores de atendimento e de vendas talvez sejam as áreas que mais sofram impacto neste período. É necessário não só ter pessoal suficiente para dar conta dos pedidos, como também ter preparo para dar soluções rápidas. Além disso, a segurança será um ponto importante — tanto no sentido de um sistema de monitoramento na precaução de riscos.

Conte com um sistema de prevenção a riscos

Na procura por uma forma eficiente de conter as possíveis fraudes, é fundamental que a empresa invista em plataformas de segurança digital.

A ClearSale, especialista em trazer soluções em inteligência de dados para vários comércios, oferece diversas ferramentas para que o empreendedor tenha segurança em suas vendas. A plataforma Data Trust é um bom exemplo disso.

Trata-se de uma plataforma com  diversas soluções e machine learning avançado na prevenção a fraudes, tudo para oferecer uma experiência perfeita ao seu cliente. Entre as funcionalidades, destacamos:

  • Score de Fraude: um modelo estatístico que calcula dados e transformá-los em um número para medir o nível de risco de uma operação;
  • Insights: o Data Lake fornece insights positivos, alertas e índice de confiabilidade do dado informado. As informações podem ser usadas combinadas ou isoladas, tanto no motor de risco quanto na criação de score
  • Rating: é muito importante ter formas de perceber se o usuário é realmente quem diz, isso é possível quando olhamos a força do vínculo do CPF/CNPJ com e-mail, telefone, device e CEP, classificando-o como alto, médio ou baixo. O resultado indica a probabilidade do dado informado pertencer realmente ao usuário, e assim mantém o ecossistema saudável;
  • Token: por fim, para auxiliar na validação de senhas e de acesso, a plataforma disponibiliza o Token, um código de 6 dígitos que pode ser enviado pelo celular ou e-mail.

Entender a importância da segurança na Black Friday e em outros momentos de compra é fundamental para a sobrevivência do negócio. Sobretudo quando se trata do digital, em que a maior exposição acontece em relação aos dados dos consumidores. Por isso, é importante investir em estratégias de inteligência de dados com plataformas de segurança.

Gostou do nosso texto? Continue aprendendo, confira como garantir a segurança em marketplaces!

Título

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.

Escrito por

A ClearSale é especialista em soluções antifraude nos mais diversos segmentos, como e-commerce, mercado financeiro, vendas diretas, telecomunicações e seguros, sendo pioneira no mapeamento do comportamento do consumidor digital. A empresa equilibra tecnologia e profissionais especializados para entregar os melhores indicadores aos clientes e movimentar o mercado com segurança e confiança.

Assine nossa newsletter

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.