24/05/2021 •
2 min. de leitura

Fraudes na pandemia: o que fez esse índice subir? Veja agora!

 
 

De acordo com um levantamento realizado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), as fraudes financeiras cresceram significativamente contra os brasileiros durante a pandemia de covid-19. Dessa forma, diversos criminosos estão aproveitando o aumento das transações digitais realizadas durante o isolamento social.

Nesse sentido, é preciso ressaltar que diversas mensagens de ofertas tentadoras presentes nos sites, na verdade, levam para canais falsos. Existe o uso de avisos para que os usuários cadastrem suas informações junto a uma instituição e, assim, os bandidos cometem crimes que provocam muitos problemas e enormes prejuízos financeiros para o cliente.

Continue a leitura deste artigo e saiba o que fez as fraudes na pandemia subirem!

Quais são os tipos de fraude?

Há muitas fraudes no mercado. Muitas delas começaram a ser aplicadas com o início da pandemia por causa do aumento de compras no e-commerce. Conheça os principais golpes aplicados nos consumidores!

Roubo de dados

Diversos fraudadores usam sites muito parecidos com os das lojas para conseguir as informações das pessoas. Por esse motivo, é fundamental prestar muita atenção no link clicado e, caso seja uma empresa desconhecida, busque saber mais a respeito.

Boletos falsos

Os fraudadores conseguem trocar os boletos verdadeiros por falsos, e estão simulando sites para que o cliente baixe os que vão beneficiar os criminosos. Dessa forma, quando ele pagar o boleto, o dinheiro irá para o golpista.

Abertura de empresas

Hoje em dia, é muito comum a abertura de empresas em nome das vítimas. Os golpistas transformam as pessoas em laranjas. Assim, eles podem aplicar mais golpes na população e solicitar financiamentos ou empréstimos.

Falso motoboy

Esse golpe inicia com uma ligação ao cliente. Certa pessoa passa como funcionário de um banco, diz que o cartão do cidadão foi clonado e que será necessário bloqueá-lo. É solicitado que o cartão seja entregue para o motoboy e cortado ao meio para a instituição. Porém, o chip permanece intacto e, assim, é possível realizar transações.

Por isso, é preciso saber que nenhuma instituição financeira solicita o cartão do cliente de volta e nem pede para um motoboy buscar em sua casa. É fundamental procurar o banco e informar do acontecido para que ele comunique aos outros clientes.

Golpe do delivery

Nessa fraude, o consumidor realiza um pedido por meio de um aplicativo de entrega. No momento de receber o produto, o motoqueiro apresenta uma maquininha com um visor estragado, o que impossibilita você de saber o valor digitado. 

Com isso, é debitado uma quantia mais alta do que a combinada previamente. Só depois de um certo tempo, a vítima percebe que caiu em um golpe.

Como se proteger das fraudes?

É muito importante saber se proteger das fraudes na pandemia, pois elas podem prejudicar o seu bolso. Para que você não caia nos golpes, busque não abrir e-mail de procedência desconhecida. É preciso ficar atento nas mensagens que pede para atualizar cadastro e que oferecem dinheiro.

A busca por lojas online aumentou de forma significativa na pandemia. Com isso, diversos golpes estão sendo aplicados por esse meio. Nesse sentido, o cliente deve buscar apenas por lojas conhecidas. Essas empresas precisam ser bem avaliadas por outros consumidores. Antes de fazer a compra, é recomendado pesquisar sua reputação nos sites de reclamações.

Uma forma eficiente de se proteger das fraudes é criar diferentes senhas para os serviços usados online. Não é nada satisfatório ter a mesma senha para tudo, fica mais fácil para os golpistas conseguirem informações a seu respeito. Além de se proteger das fraudes online, é preciso tomar outros cuidados como atualizar constantemente o sistema operacional e o seu antivírus.

Como funcionam os falsos negócios?

Como podemos perceber, a criação de falsos negócios aumentou desde o começo da pandemia. Os golpistas oferecem serviços e produtos inexistentes por meio de sites, e-mails, redes sociais e ligações telefônicas, com o objetivo de alcançar os dados bancários. Alguns começaram a se passar por agentes de saúde para entrar nas residências e conseguir informações.

Com o decorrer da pandemia, as práticas de fraudes foram aumentando e os criminosos foram fazendo cada vez mais vítimas, pois nem todos sabem como o sistema funciona. Em alguns países, as fraudes cresceram de forma tão significativa que muitos bancos precisaram fechar seus perfis nas redes sociais, visto que diversos criminosos estavam coletando informações para aplicar golpes.

Com isso, muitas vítimas perderam todo o dinheiro presente em suas contas. Algumas delas ficaram endividadas, pois receberam um golpe maior que a sua renda. As fraudes se tornaram um grande problema no mundo, muitas pessoas começaram a não ter o que comer por causa das ações de criminosos.

A presença de negócios falsos consiste no principal esquema dos fraudadores, os clientes realizam compras por meio dessas empresas consideradas “verdadeiras”, mas não recebem o produto e nem o serviço. Desse modo, os golpistas conseguem o dinheiro desejado e as informações do cliente.

Um dos principais negócios falsos está no esquema de diárias. Nesse tipo de fraude, os clientes acreditam em promoções de diárias de hotéis e fazem a sua reserva. No momento da hospedagem, eles descobrem que caiu em uma fraude e que não existiu reserva nenhuma. Para que isso não aconteça, é preciso entrar em contato com o próprio hotel e certificar a sua veracidade.

É preciso tomar muito cuidado com os descontos oferecidos pelos hotéis nas redes sociais — muitos desses casos são golpes. Quem acredita nessas promoções acaba perdendo muito dinheiro.

Diversos falsos negócios foram criados nas redes sociais para dar golpes nas pessoas, principalmente na pandemia. Por isso, é preciso ficar atento a tudo que é oferecido na internet e tomar cuidado com as promoções, pois nem tudo pode ser verdade. 

Sempre busque adquirir produtos e serviços em negócios confiáveis. Não passe nenhuma informação por telefone, pois isso pode ser muito prejudicial. Ninguém deseja receber um golpe em um momento tão complicado.

Gostou do nosso post a respeito das fraudes na pandemia? Então, aproveite para compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais para alertar outras pessoas!

Título

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.