23/03/2020 •
2 min. de leitura

Veja como evitar fraudes sem reprovar pedidos legítimos

Se você tem um e-commerce, provavelmente já se desesperou com uma reprovação de pedido de um cliente legítimo. Saiba o que fazer!

 
 

Uma das formas mais usadas pelo mercado do e-commerce para evitar fraudes hoje em dia é reprovar todos os pedidos que tenham qualquer traço fora de um padrão estabelecido. Tal estratégia pode até ser efetiva contra fraudes, mas causa um problema que, apesar de pouco conhecido, pode causar prejuízos maiores que os da fraude: a reprovação de pedidos legítimos (chamado também de falso-positivo).

Mapa da Fraude traz todos os dados das fraudes no e-commerce

Não são raras as vezes em que um varejista tem de lidar com uma situação desconfortável e prejudicial à saúde do e-commerce: aquela na qual um bom cliente entra em contato para reclamar a reprovação de um pedido. Além de frear o crescimento das vendas e, consequentemente, do negócio, este cenário causa danos de imagem que, em tempos de redes sociais, podem se tornar desastrosos.

Pode parecer um erro primário por parte do varejo, mas a verdade é que são muitos os casos nos quais as ferramentas dos meios de pagamento, por exemplo, reprovam bons pedidos e causam sérios prejuízos ao lojista. Pior do que isso: muitas vezes o varejista nem toma conhecimento da quantidade de reprovações que seus meios de pagamento geram, e, consequentemente, não identifica pedidos legítimos que são equivocadamente reprovados.

Quer ajuda para vender mais? Clique aqui e fale com a ClearSale


Não aceite falsos-positivos

As perdas por falsos-positivos totalizam cerca de US$ 118 bilhões por ano no e-commerce mundial, o que é 13 vezes maior do que os prejuízos com fraudes em cartões de crédito.

Um bom cliente sofrendo atritos para efetuar uma compra pode e deve despertar a inconformidade do lojista. A partir deste acontecimento, ele pode buscar explicações e conhecimento sobre a forma de análise adotada pela plataforma por ele escolhida, e com isso tomar as atitudes cabíveis para não reprovar mais as compras de clientes legítimos.

Alguns fatores podem fazer com que até mesmo boas compras sejam reprovadas. Veja alguns abaixo:

1. Preenchimento incorreto de dados

2. Mudança de endereço de cobrança do cartão

3. Mudança do endereço de entrega do produto

4. Dificuldade de comunicação com a operadora do cartão

5. Valores muito discrepantes dos hábitos de compra daquele consumidor

Além destes fatores, considerados mais simples, há casos mais complexos, como os de pessoas que já foram vítimas de fraudadores e agora têm dificuldades para comprar em canais online. No entanto, todos os fatores, independente da complexidade, causam a mesma consequência ao varejista: prejuízo.

O que fazer nestes casos?

Para reverter esse quadro preocupante, é preciso, antes de qualquer coisa, ir a fundo nesta questão, para entender exatamente o que está acontecendo e, a partir disso, procurar soluções que tenham expertise suficiente para não cair neste tipo de armadilha.

Todo varejista quer o sucesso, e para isso é preciso ter escalabilidade, que, por sua vez, só é possível com a liberdade para focar no core business. Para alcançar essa liberdade, contar com um parceiro especializado na proteção contra fraudes e na preservação de clientes legítimos é primordial.

Parceiro especializado gera ROI

Ao contrário do que pode vir imediatamente à mente, ter este tipo de parceiro não é caro. Pelo contrário, isso significa menos reprovações, menos chargebacks, menor tempo de resposta e, consequentemente, mais vendas boas.

ClearSale é autoridade

Em quase duas décadas de trabalho contínuo, a ClearSale conseguiu desenvolver e aprimorar tecnologias e serviços que conseguem, consistentemente, mapear a ação de fraudadores nos mais minuciosos detalhes. Essa tecnologia proprietária tem como objetivo controlar a fraude em compras e contratações, com uma visão que vai além do simples preenchimento de dados, sendo capaz de compreender o contexto de cada transação.

Para fazer isso, a ClearSale estruturou um efeito de rede incomparável no mercado, combinando alta tecnologia com o trabalho de profissionais ultra especializados. Tudo isso somado ao Big Data gerado por nossa atuação em 85% do e-commerce brasileiro e nos segmentos de serviços financeiros, vendas diretas e telecomunicações.

Conteúdo relacionado:

ClearSale evita R$ 1,9 bilhão em prejuízos com fraudes em 2019

ClearSale adquire Send4 e amplia atuação no combate a fraudes

ClearSale é destaque em relatório internacional de customer success

NRF 2020: confira o e-book do maior evento de varejo do mundo

Título

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.