3/12/2021 •
2 min. de leitura

O que é dropshipping e como funciona?

 
 

Cada dia mais os consumidores têm deixado de comprar em lojas físicas e optado pelos e-commerces, por conta de uma maior variedade e de preços mais convidativos oferecidos. O que pouca gente sabe é que muitas empresas comercializam produtos que não possuem em seus estoques. O nome dessa prática é dropshipping e para entender como ela funciona é interessante pensar nesses agentes como intermediários.

Assim, marketplaces e outras empresas podem comercializar produtos de diversos países sem precisar ter um estoque, enquanto o cliente tem a segurança de estar comprando de um site nacional. Quer saber mais sobre esse tema? Venha conosco e confira a seguir.

O que é dropshipping?

Quem tem o hábito de comprar pela internet já deve ter se surpreendido com prazos de entrega bem longos, certo? Isso acontece porque muitas vezes a loja não possui o produto em seu estoque e precisa importá-lo de algum lugar. Assim, ela atua como uma intermediária entre o cliente e o produto que ele deseja adquirir.

Essa prática é conhecida como dropshipping e tem se popularizado no mercado nacional. Montar uma loja virtual nem sempre é fácil e demanda investimento, esse modelo de logística evita estoques parados, aluguel de galpões e custos com manutenção e equipe, além de, por exemplo, permitir que o cliente tenha acesso a um número maior de produtos.

Nesse modelo, o fornecedor é o detentor dos itens, enquanto o marketplace ou e-commerce é o responsável por fazer todos os trâmites de compra e venda junto ao cliente. Ou seja, o consumidor adquire o produto no site que deseja, realiza o pagamento e, então, a empresa realiza a compra junto ao fornecedor.

Como funciona o dropshipping e como aplicar

Para facilitar, acompanhe o passo a passo que criamos para você conseguir entender como funciona o dropshipping na prática:

  1. O cliente entra no site da marca ou marketplace e realiza a compra. Isso é feito na própria plataforma, como se fosse um e-commerce tradicional;
  2.  Recebido o pagamento, o site repassa o pedido à empresa parceira responsável pelo fornecimento do produto escolhido;
  3. A parceira de vendas online, responsável pelo processo logístico, deve realizar a separação e remessa do item direto para o cliente;
  4. O comprador vai receber o produto em casa.

No caso de trocas e devoluções, todos os trâmites são realizados no marketplace ou site no qual o cliente fez a compra. Afinal, a relação do consumidor é com a loja na qual ele fez o pedido e não com o fornecedor. Por isso é importante investir em soluções de chargeback.

Entenda quais empresas fazem o dropshipping

Atualmente muitas empresas vêm adotando esse modelo de negócios - o que pode gerar uma dose de insegurança e até mesmo uma certa susceptibilidade com relação a possíveis fraudes.

Para entender como funciona a fraude e evitar que isso aconteça neste tipo de negócio, é importante ter em mente que tudo precisa estar bem sinalizado e as marcas devem agir com transparência. Além disso, os empreendedores devem investir em “antifraude e-commerce” para minimizar os riscos.

É muito comum que sites pequenos realizem o dropshipping sem informar ao cliente que seu produto está vindo de fora do país, por exemplo. Isso não só é errado, como também pode trazer problemas, pois, caso aconteça qualquer contratempo com o fornecedor, o cliente passará a cobrar de quem ele comprou.

Confira alguns dos grandes nomes que trabalham com dropshipping:

  • Amazon — uma das plataformas mais conhecidas. Por meio da Amazon, o cliente consegue ter acesso a produtos disponibilizados no mundo todo sem que a empresa precise gastar com armazenamento, estoque ou logística;
  • AliExpress — em 2018, esse foi e-commerce mais utilizado pelos brasileiros que desejavam comprar produtos baratos oriundos, principalmente, da China;
  • Shopee — embora seja uma plataforma recente, se assemelha à AliExpress, de modo que você consegue comprar uma enorme variedade de produtos oriundos de diversos locais, tanto dentro quanto fora do Brasil.

Vantagens do dropshipping

Como é possível perceber, o dropshipping pode ser uma solução bastante interessante para quem deseja vender sem estoque. Uma empresa pequena especializada na venda de produtos para churrasco, por exemplo, pode ter um fornecedor fora do país e praticar bons preços. Assim, o cliente compra no e-commerce do estabelecimento com moeda local e todas as garantias de envio. Por sua vez, o site faz a compra com o fornecedor e pede para entregar na casa do cliente ou em outros locais de destino.

Essa prática também é muito comum no caso de personal shoppers, pessoas ou empresas especializadas em encontrar produtos de luxo por todo o mundo. O cliente faz a encomenda e a contratada encontra o produto, de modo que o consumidor só precisa ter o trabalho de realizar o pagamento.

Conheça os riscos do dropshipping

Embora o dropshipping seja um ótimo modelo para quem precisa de um estímulo para começar o próprio negócio, há riscos que precisam ser considerados:

  • Maior concorrência — não há exclusividade e várias empresas podem comercializar os mesmos itens;
  • Impossibilidade de controlar o estoque — no dropshipping é impossível para o marketplace controlar o estoque, já que isso é de responsabilidade do fornecedor. Isso resulta em demora na entrega, cancelamentos e devoluções, por exemplo;
  • Situações problemáticas com a entrega — como a empresa não tem controle sobre a logística, produtos danificados, extravios e atrasos são comuns, o que proporciona uma experiência ruim para o cliente;
  • Prazos de entregas diferentes — para quem trabalha com muitos fornecedores isso pode ser um problema. Afinal, o cliente pode fazer uma compra que englobe vários deles. Nesse caso, cada um pode ter um prazo e preço de envio diferente e os produtos não chegam no mesmo pacote;
  • Pouca lucratividade — como boa parte do faturamento vai ser dividida com o parceiro, a margem de lucro tende a ser pequena.

Após compreender como funciona o dropshipping, foi possível perceber que, hoje em dia, é muito fácil abrir um negócio nesse modelo. Você pode criar uma conta na Shopify dropshipping e começar a divulgar seus produtos. Contudo, antes de fazer investimentos, é importante pesar prós e contras, assim como investir em soluções de segurança para evitar fraudes e outros prejuízos.

Gostou das dicas? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais e mostre para seus conhecidos que você está por dentro das novas tendências do mercado!

Título

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.

Escrito por

Jornalista com Especialização em Teorias da Comunicação e forte atuação em marketing e comunicação para ambiente digital. Com 10 anos de experiência em trabalhos com foco em Comunicação, Conteúdo, PR, Social Media e Marketing Digital.

Assine nossa newsletter

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.