9/01/2023 •
2 min. de leitura

Gestão de risco: como fazer quando seus clientes são empresas?

 
 

A gestão de risco é a junção de diferentes estratégias para identificar, avaliar e controlar os perigos a que uma empresa é exposta. Quando se trata de consumidores, esse fator é bem mais claro, justamente pela probabilidade maior de inadimplência.

Agora, e quando a empresa trabalha no modelo B2B? Neste caso, a gestão de risco ainda pode ajudar? Existe alguma estratégia específica? Vamos responder a estas e outras perguntas agora!

Qual é o objetivo da gestão de risco?

De maneira geral, a gestão de risco funciona como um suporte para a empresa, especialmente para os cargos responsáveis pela tomada de decisão.

Ao antecipar as chances das operações saírem errado, a gestão de risco evita que ocorram atrasos e perdas tanto de investimento quanto de clientes.

Aqui, vale ressaltar que implementar a gestão de risco não é a garantia de que a empresa não esta sujeita a erros, ou que não poderá tomar uma decisão que gere perda.

Porém, ela terá mais controle dos imprevistos e poderá monitorar suas ações, já preparada para os riscos que suas decisões podem apresentar. Logo, o objetivo da gestão de risco é preparar a empresa para caso suas iniciativas deem errado.

O que pode ser consultado na gestão de risco?

A gestão de risco proporciona muitas possibilidades de análise do comportamento da empresa, assim como de seus clientes. Claro que, quando se trata de B2B, o foco no investimento pode ser maior, visto que empresas tendem a exigir mais e também a dar mais retorno.

Independentemente disso, a gestão tem alguns critérios do que pode ou não ser avaliado. Vamos conhecer os principais “riscos” que competem a ela?

Estratégico

Esse é o caso de situações que afetam as estratégias do negócio. Por exemplo, supomos que a empresa tenha registrado semestralmente que a sua demanda aumenta em 30% devido aos períodos festivos.

Por isso, todo o ano, a gestão define estratégias para o marketing e também para garantir que não só atenda à demanda principal, mas aumente o seu alcance.

Supomos que, por não ter uma gestão de risco, ocorra a falta de manutenção de equipamento e isso gere problemas na produção. Logo, a estratégia de divulgação é afetada.

Financeiro

Esse é um tipo de risco ligado tanto ao comportamento da empresa quanto com questões que fogem de seu controle: decisões do governo a respeito da economia ou o próprio comportamento dos clientes.

Portanto, é um tipo que exige a avaliação de todas as possibilidades, além de um monitoramento constante de todas as possíveis variáveis. Assim sendo, é um risco que pode ser dividido entre:

  • risco de mercado: relacionado às alterações de valores tanto dos produtos quanto das matérias-primas;
  • risco de liquidez: aqui, o problema é transformar um ativo financeiro em valor para empresa em um curto prazo;
  • risco de crédito: este está ligado ao comportamento dos clientes. Mesmo empresas podem atrasar seus pagamentos e representar um grande risco de serem inadimplentes no médio e longo prazo.

Operacional

O risco operacional tem relação direta com o funcionamento interno da empresa, ou seja, todas as operações existentes na organização.

Sejam os processos, seja o sistema, os colaboradores e até a própria estrutura, se algum desses setores tiver um problema, afetará diretamente o funcionamento da organização.

Quais são as vantagens de utilizar a gestão de risco com o cliente?

A gestão de risco não é só uma das melhores maneiras de entender o que o seu negócio pode enfrentar e de que forma ele pode se prevenir, mas garante uma série de possibilidades de melhoria, principalmente para que a empresa tenha sucesso ao implementar as suas estratégias.

A seguir, vamos conhecer os principais benefícios da gestão de risco.

Auxilia a identificar os erros

Boa parte das ferramentas de gestão de risco tem como foco que o negócio olhe para si e encontre entre seus processos e operações, o que pode ser transformado em uma falha futuramente.

Essa atitude, por si só, já oferece muitas informações sobre como a empresa realiza as suas ações. O resultado é que é possível ter mais certeza sobre as falhas e identificar os pontos de melhoria.

Reduz os custos

Claro que, se a empresa está preparada para os riscos e identifica bem as suas falhas, ela tem condições de evitar muitas situações, que não só geram problemas nas operações, como também custos.

Não é que o fato de se antecipar e gastar com melhorias no intuito de evitar falhas não gere uma despesa para a empresa, mas é um valor bem menor do que se a companhia precisasse resolver uma falha em si. Afinal, além de lidar com ela, teriam que tratar das suas consequências.

Traz mais lucratividade

A taxa de lucro da empresa pode ter uma significativa melhora ao implementar os processos de gestão de risco. Até porque há um controle total das ações do negócio.

Ao monitorar as possibilidades de erros e tomar medidas para evitá-los, a empresa tem mais chances de realizar o seu planejamento sem interrupções e, assim, ser bem-sucedida.

Otimiza processos e recursos internos

Por fim, uma das grandes vantagens da gestão de riscos é a transformação em relação à administração dos processos e recursos do negócio. Toda a política dessa gestão é baseada em uma análise profunda do comportamento e operações da empresa.

Isso garante que se possa entender quais são os pontos de melhoria e também determinar as ações para isso. Portanto, mais do que prever os riscos e encontrar soluções, a gestão de riscos é fundamental para qualquer empresa que queira longevidade.

O que é o Business Trust para a análise de risco de CNPJ?

Quando se pensa em análise de dados, especialmente para a gestão de risco, mais importante do que ter uma ferramenta que captura uma série deles, é fundamental investir em uma que possibilite o armazenamento e a análise efetiva dessas informações.

Afinal, esse é um momento em que a empresa precisa de máxima agilidade e processamento. Não só pela quantidade de dados trabalhados, mas também para que as soluções sejam encontradas rapidamente. Ainda mais quando se trata de relações B2B, em que o nível de investimento é sempre alto.

Com esse intuito, a ClearSale tem uma ferramenta específica para a análise de pessoas jurídicas: o Business Trust. Uma solução que funciona tanto como API quanto em plataforma web.

A gestão da empresa terá à sua disposição a possibilidade de trabalhar com dados de diferentes fontes para formar um perfil de seus clientes. Assim, há uma análise mais apurada sobre quem eles são e, é claro, se são empresas de confiança.

A ferramenta oferece três tipos de categorias:

  • grupo de risco: com os dados capturados, o objeto de análise pode ser classificado em cinco tipos de riscos — altíssimo, alto, médio, baixo e baixíssimo;
  • insights: diferentes informações positivas, neutras ou negativas sobre o CNPJ;
  • score de roubo de identidade: de 0 a 99,99, em que a maior pontuação indica maiores chances de fraude.

Além dessas possibilidades, o Business Trust tem algumas vantagens, como:

  • reduz o risco de negociar com empresas fraudulentas ou que tenha irregularidades;
  • fornece análises precisas;
  • dá agilidade nos processos;
  • traz a possibilidade de customizar suas avaliações, baseando-se no que considera aprovável ou não;
  • proporciona facilidade de automatizar a aprovação e reprovação;
  • avalia protesto em cartório e processo em aberto (financeiro ou administrativo);
  • libera acesso às sanções em listas restritivas nacionais e internacionais.

A gestão de risco é uma das melhores ferramentas para monitorar e prever as situações problemáticas que a empresa pode enfrentar. Quando se trata da relação B2B, ela se faz ainda mais necessária, visto que não só há um grande investimento nesse tipo de negociação, como também a parceria pode influenciar a reputação da empresa.

Uma companhia que se envolve com um negócio de reputação fraudulenta está arriscando a sua posição no mercado, além de sua possibilidade de retorno. Por isso, é muito importante investir em uma política de gestão de risco, além de ferramentas que ajudem a obter insights e informações precisas de suas iniciativas, como é o caso do Business Trust da ClearSale.

Quer conhecer melhor a nossa solução para a gestão de risco? Então, tenha mais informações sobre o Business Trust e descubra mais sobre essa ferramenta!

Título

Escrito por

A ClearSale é especialista em soluções antifraude nos mais diversos segmentos, como e-commerce, mercado financeiro, vendas diretas, telecomunicações e seguros, sendo pioneira no mapeamento do comportamento do consumidor digital. A empresa equilibra tecnologia e profissionais especializados para entregar os melhores indicadores aos clientes e movimentar o mercado com segurança e confiança.

Assine nossa newsletter

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.