23/03/2022 •
2 min. de leitura

Como escolher antifraude para e-commerce?

O antifraude é um software ou sistema utilizado em lojas virtuais para evitar transações fraudulentas. Leia este post e saiba mais sobre o assunto!

 
 

Cuidar da segurança do seu e-commerce é essencial para manter um negócio próspero e saudável na Internet. Não sem motivos: um ambiente online inseguro impacta tanto nos consumidores — que sentem receio em fornecer dados de pagamento e concluir a compra — quanto a empresa, que se torna mais susceptível a diversos tipos de golpes, que pode ir desde fraudes no cadastro até roubo de dados. Por isso, saber como escolher antifraude para e-commerce é fundamental.

Se você nunca ouviu falar nesse termo, saiba que se trata de um software ou sistema utilizado em lojas virtuais para evitar transações fraudulentas. Ele utiliza a Inteligência Artificial para realizar uma análise completa de todos os dados das compras, de modo a bloquear qualquer tipo de golpe.

O ideal é pesquisar bastante sobre a melhor opção para atender às necessidades do seu e-commerce. A solução deve ser bastante completa para alcançar todos os dados armazenados: senhas, valores, cadastros, informações pessoais de clientes, entre outros — que não envolvem somente questões financeiras.

De acordo o Mapa da Fraude, elaborado pela ClearSale, de janeiro a dezembro de 2021 mais de 6,1 milhões tentativas de fraudes (em um total de mais de 320 milhões de pedidos) foram identificadas em páginas da Internet. Se você não quer fazer parte de estatísticas como essa, continue a leitura para investir nessa tecnologia que vai blindar as suas vendas.

Quais são os benefícios que um antifraude oferece?

Antes de falar sobre como escolher um antifraude para e-commerce, é importante citar os benefícios de contar com esse sistema. Assim, fica mais fácil entender, na prática, o que ele realmente faz para proteger seu negócio. Veja só!

Reduz prejuízos financeiros

O principal papel do antifraude é reduzir prejuízos financeiros. Ele ajuda a evitar que você faça vendas que, na verdade, representam um custo a mais para a sua empresa.

Com uma boa ferramenta, é possível acompanhar de perto todas as ações realizadas no seu e-commerce, sem o perigo de enviar encomendas pelas quais você pode não receber. 

Ter um custo fixo para manter o sistema ativo no seu comércio é uma forma de cobrir despesas desnecessárias no seu processo de trabalho — o que é muito melhor para a saúde financeira da sua empresa.

Protege o consumidor

No primeiro semestre de 2021, o Brasil teve 33% de alta nas tentativas de fraude em cartão de crédito em comparação com o mesmo período de 2020, segundo o Mapa da Fraude da ClearSale. Diante desse número, é missão das empresas proteger os consumidores de passarem por esse problema tão desagradável.

Antes de confirmar uma compra realizada pela internet, o sistema antifraude atua na confirmação dos dados. Dessa maneira, é possível identificar se o consumidor é legítimo, o que impede que outras pessoas ou até mesmo cibercriminosos realizem compras ilegais por meio do cartão.

A interação não é invasiva. A Inteligência Artificial é utilizada justamente para que a pessoa que está comprando não se sinta constrangida com essa confirmação, e entenda que essa é uma forma não apenas de proteger a transação, mas, também, suas informações pessoais.

Não se esqueça que a nova Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD, determina que todas as empresas se responsabilizam integralmente pelo armazenamento de dados de consumidores que compartilham informações com elas. Se um invasor rouba dados de cartão de crédito de um cliente do seu e-commerce, por exemplo, a responsabilidade é do seu negócio.

O que caracteriza um bom antifraude?

Com a expansão da internet, as compras online se tornaram cada vez mais frequentes. Elas são práticas, rápidas e nem é preciso comentar sobre a variedade de produtos disponíveis no mercado digital, não é mesmo?

Infelizmente, muitos golpistas acompanham de perto essa movimentação. Mesmo que uma empresa julgue que está protegida, alguns deles têm conhecimento suficiente para quebrar as barreiras de segurança mais simples e roubar dados.

A solução antifraude entra em cena para evitar esse tipo de problema, pois é muito mais robusta e elaborada. É preciso, no entanto, contar com um bom sistema, que diminua a probabilidade de fraudes e seja capaz de prever golpes e invasões, para que você bloqueie o problema antes que algo mais grave aconteça.

Além disso, o antifraude deve se encaixar no seu perfil de negócio e atuar em conformidade com os produtos que você vende. Por exemplo: produtos que são facilmente vendidos precisam de uma ferramenta antifraude que faça mais análises por um custo mais baixo.

Um bom sistema precisa ser flexível e customizável, para que você possa construir suas regras de detecção conforme a atuação do seu negócio.

A transparência no status do pedido é mais um fator que faz a diferença: é ele que informa o motivo da reprovação de um pedido.

Outro fator a ser levado em conta é a incidência de fraudes. Se o seu negócio nunca passou por isso, ótimo! Você pode verificar como andam os índices no seu setor, porque o risco sempre vai existir — e é mais alto se a sua empresa permanecer desprotegida.

É interessante que a solução escolhida possa identificar mudanças nos endereços de entrega dos clientes. Embora pareça um dado simples, a discrepância dessas informações está entre as fraudes mais comuns que acontecem na internet. Toda alteração realizada em cadastros deve ser identificada, e uma solicitação por e-mail ou telefone precisa ser enviada.

O sistema antifraude ainda precisa executar, com perfeição, o chamado efeito de rede. Basicamente, ele funciona da seguinte forma: quando uma tentativa de fraude acontece em uma das empresas clientes desse sistema, todos os dados são direcionados para o Big Data.

Essa central é usada para gerir todas as outras empresas que também são clientes do mesmo fornecedor. Assim, uma simples detecção em uma loja protege todos os associados, o que faz com que o trabalho seja executado em uma escala muito maior e mais precisa, e ainda aumenta a taxa de aprovação automática nas transações.

Não se esqueça de verificar se o sistema antifraude é compatível com a sua plataforma de e-commerce. As duas ferramentas precisam "conversar" entre si, para que o trabalho seja executado de forma paralela e com a rapidez necessária.

Quando a incorporação correta acontece, os relatórios emitidos são mais precisos e os alertas são realizados de maneira imediata.

Para saber se a solução escolhida é adequada para a sua empresa, avalie bem essas questões. Assim, você terá a certeza de que fez um bom investimento, e, mais do que isso, de que terá um retorno excelente.

Evita o comprometimento da reputação do negócio

Contar com uma solução antifraude ainda é uma maneira de evitar comprometer a reputação do seu negócio. Imagine só quantos clientes deixarão de comprar com você ao descobrirem que a sua página não é segura?

Essa falta de confiança pode decorrer de um simples roubo de dados de um conhecido ou porque o seu sistema de e-commerce aceitou uma compra que não foi realizada por essa pessoa, por exemplo.

Essa situação é uma dor de cabeça e tanto para todo mundo. O mais indicado, portanto, é procurar uma opção que garanta transparência de operações, que seja eficiente e ágil — tudo o que um negócio de excelência precisa para se destacar.

Como escolher antifraude para e-commerce com base nos critérios certos?

Compras feitas por cartões clonados, estornos solicitados após o recebimento de produtos e senhas roubadas são apenas alguns dos principais tipos de fraude online. Você deve se preparar para enfrentar todas elas com um sistema antifraude que obedeça a alguns critérios importantes. Confira quais são eles!

Taxa de aprovação

Muita gente pensa que a função exclusiva de um antifraude é mesmo evitar as fraudes, mas isso seria muito simples, não é? A proposta, na verdade, deve ir muito além: não basta barrar golpes e estabelecer um padrão considerado seguro.

Essa ação geraria muita reprovação de consumidores legítimos e, quando acontece com recorrência, a tendência é que o prejuízo seja cada vez maior. Depois de se esforçar para atrair novos clientes, não é interessante perder a possibilidade de vender para eles em função de um sistema antifraude que não funciona direito e barra consumidores legítimos.

Junto a isso, ainda vem o prejuízo de marca, porque a sua reputação fica prejudicada se ninguém consegue comprar os seus produtos. Esses dois problemas, somados, podem gerar custos bastante altos.

A taxa de aprovação também tem tudo a ver com a experiência desse tipo de cliente. O sistema deve separar pessoas idôneas de fraudadores, aprovar pedidos com rapidez e não causar nenhum ponto de fricção que interfira negativamente na experiência que o bom consumidor tem enquanto compra no seu e-commerce.

À medida que o cliente sente segurança e confia na loja, a tendência é que ele não somente volte a comprar, mas que a recomende sempre que possível e seja um veículo indireto de prospecção para a empresa.

Dessa forma, o sistema deve trabalhar para impedir as fraudes de forma inteligente, mas, ainda assim, permitir uma taxa de aprovação satisfatória — para manter um bom fluxo para o negócio. Ele deve atuar como uma forma de apoio para as vendas: demonstrar segurança e confiabilidade aos bons consumidores.

Indicadores de resultados

Procure conhecer os indicadores de resultados que o antifraude escolhido apresenta. Quando não se tem certeza a respeito das informações ou falta algum ponto que facilite o entendimento sobre os dados colhidos, é possível que você tenha uma falsa impressão de controlar as chances de fraude.

Isso, na verdade, pode representar um grande aumento de riscos e prejuízos. Existem três fatores que devem atuar em total sinergia para demonstrar que o sistema incorporado ao e-commerce realmente funciona: a taxa de aprovação, o índice de chargeback e o tempo de resposta.

O índice de chargeback, ou seja, de estorno, deve se referir somente a erros comprovados por parte da empresa, e não a solicitações recorrentes por parte de clientes que contestem, indevidamente, a cobrança. Porque, sim, existem consumidores que agem de má fé e podem se posicionar como golpistas nesse contexto.

O tempo de resposta, por sua vez, diz respeito ao tempo que o sistema leva para acusar a fraude. É por isso que tanto se fala em agilidade quando se trata desse assunto: bloquear qualquer movimentação suspeita imediatamente é essencial, e reforçar essa questão nunca é demais.

Expertise

É impossível prevenir fraudes sem atuar há bastante tempo nesse ramo. Você pode e deve terceirizar a solução antifraude, mas é preciso ter certeza de que a empresa que oferece o serviço tem muito tempo de atuação e a especialização necessária para realizar essa atividade.

Além disso, ela precisa demonstrar constante evolução e aprimoramento, ao apresentar atualizações e melhorias no sistema. Deve, também, disponibilizar um bom programa de suporte e contar com uma análise humana especializada. Assim, fica mais fácil buscar orientações e conhecer o comportamento do seu consumidor dentro do universo digital.

Por mais que esses detalhes não pareçam tão impactantes, acredite: eles interferem diretamente na aprovação das suas compras. Dito isso, contar com expertise é bom tanto para o cliente quanto para a própria loja virtual.

Aproveite, também, para descobrir alguns cases de sucesso enquanto faz a pesquisa para escolher o seu fornecedor. Se você encontrar exemplos dentro do seu segmento de atuação ou da plataforma de e-commerce que você usa, melhor ainda! 

Com essa análise, fica mais fácil entender os resultados que o sistema gera e qual é o tipo de valor que ele retorna com a prestação de serviços.

Pronto! Agora você sabe tudo sobre como escolher antifraude para e-commerce. Com a ajuda das informações que listamos aqui, você poderá investir em um sistema confiável, que se adapte ao seu tipo de negócio e que assegure uma ótima experiência aos seus consumidores. 

Além disso, você evita prejuízos para todos os envolvidos, e faz com que a imagem da empresa cresça cada vez mais forte em um mercado que exige cada vez mais diferenciais. Para completar, adotar essa solução é uma maneira de trazer mais tecnologia para dentro da sua empresa. 

Fazer parte da era atual de transformação digital é uma forma de se preparar para o futuro, que será sempre pautado em ações online — não somente de vendas, mas de relacionamento, de posicionamento e de planejamento para um bom desenvolvimento de negócios.

Estamos aqui para ajudar você nessa missão tão importante! Conheça o antifraude da ClearSale e descubra todas as vantagens que ele oferece, para que seu e-commerce se torne referência na Internet!

Título

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.

Assine nossa newsletter

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.