12/07/2022 •
2 min. de leitura

Pix para pessoa jurídica: como funciona e por que utilizar

Você sabe o que é o Pix para pessoa jurídica? Como ele se diferencia do Pix para pessoa física? Veja como esse método de pagamento funciona e como utilizá-lo!

 
 

O Pix é o método de pagamento que tem facilitado bastante as transações comerciais, visto que a transferência de dinheiro é efetivada instantaneamente. Mas você sabia que o Pix pessoa jurídica tem algumas particularidades?

Neste post, vamos explicar quais são elas, as diferenças entre o Pix para pessoa física e o Pix para PJ, quais são as taxas que podem ser cobradas, as vantagens de se usar esse método de pagamento e os cuidados necessários. Confira!

O que é o Pix para pessoa jurídica e como funciona?

O Pix para empresas funciona, basicamente, da mesma forma como o Pix para pessoa física: permite enviar e receber dinheiro de forma instantânea e segura, em qualquer dia e horário, inclusive nos finais de semana e feriados.

Para isso, basta habilitar a função no aplicativo da instituição financeira onde você mantém sua conta PJ e cadastrar as chaves de acesso, que podem ser número de celular, CNPJ e e-mail.

Outra possibilidade disponível é a opção pelo PIX por QR Code (estático ou dinâmico) e pelo Pix copia e cola.

Neste ponto do conteúdo você pode estar se perguntando: então, qual é a diferença entre o Pix comum e o Pix para pessoa jurídica? A resposta está nas taxas. Isso porque o Banco Central do Brasil autorizou as instituições financeiras a cobrarem tarifa por este serviço.

Quais são as taxas cobradas para envio de Pix PJ?

A taxa varia conforme a instituição, portanto, é necessário fazer uma boa pesquisa antes de cadastrar a sua chave.

Alguns bancos, por exemplo, não cobram o recebimento de Pix, enquanto outros cobram taxas caso o pagamento seja realizado por QR Code.

Além disso, geralmente, a tarifa varia de acordo com o pacote de serviços contratado na instituição financeira. Em alguns casos, incide uma porcentagem de desconto sobre o valor transferido, em outros uma tarifa fixa.

É importante ressaltar que o Banco Central não impõe a cobrança: são os bancos que optam por essa possibilidade. Tanto é que alguns deles não cobram taxas. Então, vale conhecer melhor a prestabilidade de cada organização para descobrir o que está mais ajustado aos seus negócios!

MEI paga para usar o Pix?

A resolução BCB nº19, de 1º de outubro de 2020, publicada pelo Banco Central, veda expressamente a cobrança de taxa de envio e recebimento de Pix para MEI. De acordo com o texto, são isentos de tarifa tanto as pessoas físicas quanto os microempresários individuais.

Essa regra vale para pagamentos, compras e recebimentos com finalidade de transferência. Mas atenção: receber por Pix referente à venda de um produto é uma exceção e pode incidir cobrança. Por isso, vale ficar atento para organizar suas finanças. Caso alguma taxa seja cobrada no seu CNPJ de MEI fora da regra, busque seus direitos perante a organização bancária.

Quais são os motivos para utilizar o Pix na empresa?

São vários motivos para aderir o Pix para pessoa jurídica. Confira, a seguir, as duas vantagens principais.

Satisfação dos clientes

Certamente essa proposta melhora a experiência do cliente, porque o pagamento via Pix é fácil, gratuito e acessível. Esse fato otimiza o tempo tanto da empresa quanto do comprador

Redução dos custos operacionais

O acerto por Pix impacta diretamente na cadeia produtiva empresarial. Ao cadastrar as chaves, basta enviar as informações ao consumidor e disponibilizar o valor para pagamento. Isso reduz o custo com máquinas de cartão de crédito e/ou débito e a impressão de boletos.

Possibilidade de campanhas de marketing

Você já reparou que muitas empresas oferecem desconto para quem realiza pagamento por Pix? Pois é! Essa é uma forma de receber dinheiro à vista e ainda repassar a redução de custos ao consumidor final, uma excelente alternativa para quem quer dar um up na saúde financeira do negócio e ainda agradar aos clientes.

Quais cuidados é preciso ter ao utilizar o Pix na empresa?

Assim como qualquer forma de pagamento, o Pix não é um sistema completamente seguro e está sujeito a golpes. Prestar atenção em alguns detalhes é fundamental para evitá-los.

O primeiro deles é avisar aos clientes que eles precisam conferir os dados antes de realizar o pagamento, para evitar problemas.

No momento de receber o Pix, verifique todas as informações. Muitos golpistas utilizam mensagens falsas para descobrir senhas e elementos pessoais. Logo, oriente os consumidores a não acessarem links encaminhados no e-mail, via SMS ou de remetentes estranhos. Desconfie, também, dos links que você recebe, porque pode ser um golpe.

Se você receber algum comunicado de cadastro de chave do Pix com link, não clique. O ideal é entrar em contato com o usuário que enviou a mensagem e verificar tudo. Use, também, um bom sistema de antivírus, pois ele é capaz de bloquear sites falsos.

No que se refere à segurança: é imprescindível integrar o Pix pessoa jurídica no sistema interno de gestão. Esse controle de entrada e saída de verbas deixa tudo mais organizado. Se houver alguma fraude, fica mais fácil localizar e resolver o problema.

É extremamente relevante, ainda, conferir o site que a sua empresa costuma inserir os dados para algum investimento. O cadastro deve ser feito em um ambiente seguro. Se você é pessoa jurídica, provavelmente já recebeu convite de pré-cadastro para esse serviço, certo? Preste atenção para não cair em golpes!

O Pix no e-commerce foi adotado rapidamente pelos empresários e consumidores. São inúmeros desafios, mas são várias as vantagens. Realmente, essa tecnologia versa sobre praticidade e novas oportunidades no mercado de vendas.

Apesar disso, todo cuidado é pouco quando o assunto é o Pix pessoa jurídica. Caso seja necessário, contrate profissionais na área financeira e estratégica para auxiliar você nesse sentido. O importante é não cair em fraudes e golpes com o seu CNPJ.

Se você tem uma empresa, é muito relevante conhecer as formas de pagamento, principalmente o Pix para empresas. Essa é uma modalidade que tem crescido a cada dia no mercado financeiro e consumerista.

Gostou de saber mais sobre o assunto? Então, confira algumas informações importantes sobre protocolos de segurança e gestão antifraude para alavancar as suas vendas!

Título

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.

Escrito por

A ClearSale é especialista em soluções antifraude nos mais diversos segmentos, como e-commerce, mercado financeiro, vendas diretas, telecomunicações e seguros, sendo pioneira no mapeamento do comportamento do consumidor digital. A empresa equilibra tecnologia e profissionais especializados para entregar os melhores indicadores aos clientes e movimentar o mercado com segurança e confiança.

Assine nossa newsletter

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.