16/09/2021 •
2 min. de leitura

Saiba como garantir a segurança com a Internet das Coisas nas empresas

 
 

A Internet das Coisas vem se tornando algo cada vez mais acessível no dia a dia das empresas. Não há mais como fugir disso. Afinal, tecnologias desse tipo proporcionam vantagens imensuráveis, como agilizar processos que antes eram muito complicados.

Soluções como a Internet das Coisas são capazes de gerar esses benefícios. Contudo, à medida que elas evoluem, também surge a necessidade de pensar na segurança tanto dos processos quanto nos dados gerados ou armazenados pela empresa.

Pensando nisso, resolvemos elaborar este conteúdo. Trata-se de uma espécie de guia que auxiliará você a implementar a segurança ao utilizar a Internet das Coisas. Continue lendo!

O que é o conceito de Internet das Coisas?

A Internet das Coisas — em inglês, Internet of Things (IoT) — pode ser definida como a designação de itens físicos que têm a capacidade de se conectar à internet, interagindo, assim, com outros dispositivos. Dessa forma, todas essas “coisas” podem coletar dados de seus usuários e compartilhá-los com outras máquinas.

Com isso, criamos uma ampla rede de informações. Atualmente, existem muitos produtos que utilizam a Internet das Coisas. Alguns exemplos são:

  • aspiradores de pó;
  • aparelhos de ar-condicionado;
  • relógios;
  • rádios;
  • televisores;
  • carros;
  • smartphones;
  • lâmpadas.

A interação entre essas coisas promove mais conforto, conectividade e praticidade nas atividades cotidianas. Por exemplo, um veículo pode enviar sinais para as lâmpadas da sua casa e o ar-condicionado quando você se aproxima da sua residência. Assim, eles se ligam e mantêm o ambiente pronto para receber seu proprietário.

Como a Internet das Coisas tem se tornado mais presente nas empresas?

Durante alguns bons anos, isso era tema de filmes, e poucas pessoas acreditavam que um dia chegaríamos a esse nível de evolução. Porém, a Internet das Coisas já é uma realidade tanto no uso doméstico quanto nas empresas. Um dos grandes benefícios dessa tecnologia aos negócios é o aumento da integração e segurança de dados e transações.

A Agência Brasil divulgou um dado animador do Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Segundo eles, o Brasil deve movimentar cerca de US$ 132 bilhões por empresas que desenvolverão ferramentas de tecnologia relacionadas à Internet das Coisas.

Por exemplo, nas indústrias, as máquinas já estão interagindo umas com as outras. Inclusive, existem algumas que fazem reparos em sistemas de forma remota e sem nenhum tipo de intervenção humana. Ou seja, as próprias máquinas identificam a necessidade e aplicam as mudanças necessárias.

Quais foram as principais mudanças que essa tecnologia trouxe para os negócios?

Apesar de ser um processo que teve início com as pessoas físicas, a IoT vem causando mudanças significativas nas empresas, especialmente quando o assunto é automação de processos e análise de dados. Isso, porque a interatividade das ferramentas e objetos com elementos digitais é uma forma de potencializar a gestão de uma empresa.

Ao integrar os mundos físicos e digitais, ela possibilita a criação de serviços de maior versatilidade, oferecendo experiências mais agradáveis ao consumidor. Nos próximos tópicos, mostraremos quais foram os principais impactos ou mudanças que ocorrem nas empresas a partir da adoção da IoT.

Alterações na cultura e trabalho

A aplicação da Internet das Coisas nas empresas não gera apenas a interação entre as máquinas. É importante que ocorra a participação do colaborador nesse processo. Nesse sentido, deve-se fazer uma grande mudança na cultura organizacional e na própria metodologia de trabalho.

Desse modo, a adoção dessa e de outras tecnologias pode ser prejudicada pela falta de adequação na conduta dos funcionários. Por mais que seja complicado no início, é importante que você demonstre aos membros de seu time a importância da implementação desse processo.

Acesso a dados da empresa em tempo real

A interação de diversos dispositivos permite a criação de um elevado volume de dados em tempo real. Isso impacta diretamente a tomada de decisões gerenciais. A partir do momento em que você conta com informações precisas de forma imediata, é possível ser mais cirúrgico na hora de decidir sobre pontos específicos do seu negócio.

Aumento da eficiência e produtividade

Ao aplicar tecnologias mais inteligentes e integradas, as tarefas internas passam a ser realizadas de forma mais rápida e eficiente. Em outras palavras, os seus colaboradores poderão fazer mais em menos tempo. Tudo isso ocorre com o milagre da automatização de processos.

Além de garantir mais produtividade, a Internet das Coisas e a integração de processos evitam falhas e erros de digitação que naturalmente ocorrem no ambiente empresarial. Logo, as ações diárias serão mais eficientes.

Gerenciamento de inventário e estoques

A gestão de entradas e saídas de produtos em sua empresa é algo que deve ser controlado de perto e, de preferência, em tempo real. Afinal, compras desnecessárias podem fazer com que os itens adquiridos sejam perdidos. Por outro lado, a falta de alguns também pode prejudicar as suas vendas.

O grande segredo da gestão de estoque é fazer o equilíbrio entre as entradas e saídas de produtos. A Internet das Coisas proporcionou mudanças significativas nesse gerenciamento, bem como na realização de inventários. 

Isso quer dizer que se torna possível automatizar as compras e saídas do estoque, emitindo ordens de compra automaticamente quando o sistema identificar a necessidade de reposição de algum material.

Otimização do trabalho remoto

A pandemia de coronavírus acelerou um processo que vinha sendo lentamente implantado. O trabalho remoto passou a ser uma realidade na vida dos brasileiros, que precisaram ficar em casa durante esse período. Apesar de muitos já terem retornado à rotina comum nas sedes das empresas, os negócios perceberam que o home office é algo possível.

Mais uma vez, entra em cena a importância da IoT nesse processo. Com ela, é possível executar a integração entre dispositivos, facilitando a gestão das equipes e de cada colaborador. Tudo isso com um simples computador ou smartphone conectado à internet.

Um dos desafios do home office era garantir a produtividade dos funcionários atuando em um ambiente fora da empresa. Apesar desse receio inicial, a integração proporcionada pela Internet das Coisas facilitou enormemente esse processo, tornando o trabalho remoto uma possibilidade interessante para o empresário.

Em especial pelo fato de que essa modalidade elimina as fronteiras. Assim, você pode contratar profissionais de outras cidades ou estados, aumentando muito o leque de opções de pessoal em processos de recrutamento.

Por que implementar essa tecnologia é uma tendência cada vez maior e essencial para as empresas?

Estima-se que, até 2022, o mundo terá cerca de 50 milhões de usuários de dispositivos conectados à tecnologia da Internet das Coisas. Isso mostra o quanto a IoT vem entrando na vida das pessoas de modo geral.

Diante desses dados, é importante ter em mente que, se a sua empresa não se adequar a essa realidade, é possível que ela seja excluída do mercado em breve. Além disso, a Internet das Coisas proporciona benefícios muito interessantes para um negócio. Discorreremos sobre os principais nos próximos tópicos.

Segurança da informação

Apesar de existirem algumas questões a serem superadas, a IoT pode proporcionar um aumento na segurança da informação, ainda mais se considerarmos o fato de que há empresas especializadas em sistemas antifraude a serem aplicados nesse tipo de tecnologia. Em outro tópico deste artigo, abordaremos o assunto em mais detalhes.

Customização de produtos e serviços

A Internet das Coisas utilizada no ambiente empresarial facilitará ao gestor o entendimento das reais necessidades dos seus consumidores. Uma das principais consequências disso é a formatação de produtos e serviços customizados e direcionados para um tipo de público específico.

Com a compreensão sobre as necessidades mais profundas de um consumidor, é possível trabalhar melhor sua relação, mostrando a ele com maior precisão como as soluções que você oferece são as mais adequadas para suas dores. Assim, ele ficará em uma posição mais favorável a fechar negócio.

Aumento da produtividade

Outro benefício interessante da Internet das Coisas é o aumento da produtividade, principalmente quando o assunto é a substituição de trabalhos manuais e demorados pela execução por meio de robôs e máquinas pré-programados. Contudo, é importante ter atenção a um detalhe.

A Internet das Coisas tem por objetivo integrar os meios físico e digital. Com isso, é possível que muitas ferramentas passem a ser controladas digitalmente ou parametrizadas para funcionar sozinhas. Porém, isso não significa que a mão de obra possa ser dispensada.

Apesar de existir certo grau de substituição do trabalho humano por máquinas, a troca total ainda é algo muito distante. Sempre precisaremos de pessoas para operar esses equipamentos e, principalmente, para tomar decisões mais críticas, impossíveis para uma máquina.

Aliás, até mesmo os equipamentos que utilizam sistemas mais modernos de Inteligência Artificial (AI) ainda necessitam da intervenção humana, principalmente quando se trata de processos produtivos mais intrincados e que demandam uma gama mais complexa de informações para as tomadas de decisão.

Melhorias na gestão da empresa

Por fim, a Internet das Coisas favorece a própria gestão de negócios. A interação entre objetos e meios digitais proporciona uma grande coleta de dados. Assim, eles podem ser organizados e classificados de modo a permitir a ampla geração de informações, garantindo aos gestores a maior quantidade de informações para que possam analisar seus negócios com profundidade e especificidade.

Com isso, garante-se mais precisão para que se identifiquem gargalos ou pontos fracos em aspectos como produção, vendas, prestação de serviços e, até mesmo, segurança de dados. Com todas essas informações na palma de suas mãos, a elaboração de fluxos realmente eficientes é facilitada, reduzindo custos desnecessários e potencializando seus lucros.

Esse maior nível de gerenciamento também afetará os setores administrativos, como gestão de contas a pagar e a receber, estoques, contabilidade e demais departamentos mais técnicos e que lidam diretamente com os números da empresa.

Qual é a importância da garantia da segurança com a Internet das Coisas e a chegada do 5G?

Os dispositivos da Internet das Coisas, de fato, oferecem um conjunto de recursos muito interessantes, algo que ainda é ampliado pela chegada da tecnologia 5G no Brasil. Esse padrão de tecnologia de banda larga é o sucessor do famoso 4G, e seu principal benefício é a maior velocidade de conexão.

Logo, essa tecnologia contribuirá muito para a IoT, por permitir que uma grande quantidade de pessoas passe a utilizar essa solução. Isso acontecerá a partir do momento em que os usuários tiverem acesso a serviços de dados mais robustos. 

Com o aumento do número de pessoas utilizando uma tecnologia, é comum que aumente a necessidade da preocupação com a segurança. O foco é reduzir ao máximo as vulnerabilidades de segurança. 

Assim, cada dispositivo inteligente deve ser mantido em proteção e com a capacidade de prever eventuais gargalos que podem colocar em risco os dados e informações das pessoas. É importante ter em mente que muitos dos aparelhos que permitem a conexão com a Internet das Coisas não se preocupa tanto com a segurança.

Assim, esse trabalho deve ser feito pelo próprio empresário, sempre em conformidade com as suas obrigações quanto à segurança de dados de seus clientes, sempre observando as determinações da LGPD

Outro ponto a ser destacado sobre a segurança de dados está relacionado à configuração dos dispositivos. Isso, porque, mesmo que eles incluam recursos de segurança, é comum que os usuários não invistam tempo para configurar essas funcionalidades. 

Ou seja, as pessoas estão mais preocupadas em ter os benefícios da IoT do que com a inviolabilidade de seus dispositivos. Por isso, o próprio gestor passa a ter o desafio de garantir essa segurança ao implementar a Internet das Coisas em seus processos.

Quais são as políticas de segurança que devem serem adotadas?

Agora, mostraremos quais definições podem ser realizadas no intuito de garantir a proteção de sua rede mesmo com o uso da Internet das Coisas. Continue lendo!

Gerenciamento de dispositivos

Um dos primeiros passos para garantir a segurança na Internet das Coisas é investir no gerenciamento dos dispositivos utilizados. Assim, na sua empresa, é imprescindível que cada ferramenta conectada seja acompanhada de perto.

Também deve-se implementar sistemas e protocolos de segurança que permitam que a IoT funcione, mas evitando gargalos que permitam o vazamento de dados sigilosos da empresa.

Transparência no armazenamento de dados

Outro ponto importante é a transparência no processo de armazenamento de dados. Você precisa demonstrar ao mercado as metodologias de segurança utilizadas nesse sentido. Ao fazer isso, é possível forçar a própria empresa a adotar as medidas corretas para garantir o sigilo e a proteção das informações empresariais.

Políticas de segurança

Também é fundamental rever toda a sua política de segurança de dados. A Internet das Coisas é algo muito novo no mercado. Sendo assim, é natural que as metodologias de segurança utilizadas atualmente não sejam capazes de atender às complexidades dessa tecnologia, exigindo a determinação de novas políticas de segurança de dados.

Além de fazer essa reformulação, é importante investir o tempo necessário para implementar a nova política na rotina dos colaboradores. Por mais que seja complicado mudar o modo de trabalho das pessoas, é importante que elas entendam que esse é um caminho sem volta.

Ou seja, a Internet das Coisas é uma realidade que tende à expansão. Assim, quem não se adequar a ela e suprir suas necessidades de segurança o quanto antes pode ter problemas em um futuro muito próximo.

Sistema de prevenção e proteção de dados

Após entender a importância de fazer o gerenciamento de dispositivos, ser transparente no processo de armazenamento de dados e reformular a política de segurança, é preciso investir em um último processo. Estamos tratando da adoção de um sistema de proteção de dados e prevenção a fraudes.

Mas atenção: não é qualquer solução que atenderá às suas necessidades. É fundamental que ela seja adequada à realidade do seu negócio. Além disso, deve evoluir na mesma velocidade que a tecnologia da IoT. Isso garantirá que o seu empreendimento esteja sempre seguro e, principalmente, que utilize o que há de mais moderno em termos de tecnologia.

De que forma é realizada a implementação de um sistema de prevenção e proteção de dados?

Para implantar um sistema de prevenção e proteção de dados, deve-se organizar o processo em etapas. O primeiro passo é identificar o lugar em que sua empresa se encontra. Em outras palavras, é preciso entender como funcionam os processos atuais, visando observar gargalos e pontos falhos da segurança.

Feito isso, você terá uma visão mais clara das necessidades da sua empresa quando o assunto é proteção de dados. Então, partimos para o segundo passo, que é a própria adoção do sistema, reunindo uma série de soluções, políticas e práticas que têm por objetivo garantir a segurança dessas informações.

Porém, o processo não para por aí. Depois de implementado, todo esse conjunto de soluções que forma o sistema de proteção de dados deve ser acompanhado de perto. Isso garantirá que ele seja sempre efetivo ao assegurar todas as informações que entram e saem da empresa por meio da Internet das Coisas.

Como soluções de uma empresa especializada em segurança antifraude podem ajudar nesse contexto?

Sempre que surge o assunto da prevenção de fraude ou da criação de um sistema que garanta a segurança de dados, abre-se um grande abismo na mente do empresário. 

Não é segredo para ninguém que hackers e invasores estão se modernizando cada vez mais, e é muito difícil para um gestor acompanhar essa evolução e estar sempre um passo à frente deles para garantir a segurança.

Por esse motivo, é fundamental contar com uma empresa especializada em segurança antifraude. Essas prestadoras de serviço já dispõem de todo o conhecimento necessário para implementar o processo de proteção de dados de que a sua empresa precisa. 

Assim, você não vai mais ter que pesquisar rotineiramente os mais novos métodos de fraude que podem ser aplicados em seu negócio. Tendo a tranquilidade de saber que as informações estão seguras, poderá atuar em outras áreas do empreendimento com mais foco e dedicação. 

Quais são os diferenciais da ClearSale?

A ClearSale é uma solução completa e diferenciada para o gerenciamento de fraudes em diferentes tipos de empreendimento. Ela oferece serviços e recursos de onboarding digital, autenticação de pagamentos e abertura de contas realmente seguros.

Com essas funcionalidades, a ClearSale desenvolve uma base de dados contendo o comportamento de compra dos seus consumidores. Em outras palavras, você pode usar essas informações a seu favor. Além disso, permite a atuação rápida frente a ataques de fraudadores — e uma visão suficientemente ampla para combater eventuais fraudes.

Toda essa capacidade de processamento é aliada à Inteligência Artificial. Assim, é possível acelerar a tomada de decisões para combater malfeitores.

Outra vantagem é que essa solução é útil para os mais diversos segmentos. No caso dos e-commerces, é possível aumentar a taxa de aprovação dos seus pedidos, diminuindo as perdas causadas por chargeback — e sem afetar o tempo de resposta da loja virtual.

Outra utilização é voltada para serviços financeiros. É possível oferecer um onboarding digital seguro e com a menor burocracia. Nesse caso, você pode adquirir mais clientes e reduzir riscos existentes em processos de abertura de contas e concessão de crédito.

As vendas diretas também são positivamente afetadas. Afinal, com a ClearSale, você consegue proteger o seu crescimento, afastando pessoas ou organizações mal-intencionadas, que poderiam prejudicar seus consumidores finais. 

Os serviços de telecom também são beneficiados com essa solução, principalmente quanto a fraudes que ocorrem nas etapas de contratação de serviços ou compra de equipamentos.

Finalmente, a ClearSale também fornece suporte antifraude para o PIX. Desse modo, você pode ter a tranquilidade de receber todos os seus pagamentos nessa modalidade com o máximo de segurança.

A Internet das Coisas surge como um facilitador do dia a dia nas empresas. Para que atinja seu máximo potencial, porém, ela demanda sistemas robustos para garantir a sua segurança. 

Ao ter empresas como a ClearSale ao seu lado, esse processo se torna mais tranquilo, tendo em vista que os diferenciais oferecidos protegem os dados do seu negócio como um todo.

Para saber mais sobre como esses sistemas funcionam, acesse o nosso site. Nossos especialistas demonstrarão de que maneiras podemos auxiliá-lo na proteção dos dados da sua empresa enquanto você aproveita todos os benefícios da Internet das Coisas!

Dê o próximo passo, fale com nossos especialistas antifraude:

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.