19/03/2021 •
2 min. de leitura

Entenda o que é contactless e o que você precisa saber sobre isso!

 

Recentemente, testemunhamos o surgimento de uma nova função nos cartões de crédito e débito, o chamado contactless. Basicamente, é um tipo de pagamento em que o usuário simplesmente aproxima o seu cartão da máquina do estabelecimento.

A nova tecnologia fez tanto sucesso que uma das maiores operadoras do mundo registrou cerca de 17% de pagamentos nessa modalidade na América Latina no primeiro trimestre de 2020. Entretanto, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o funcionamento desse sistema.

Neste artigo, mostraremos um guia completo sobre o contactless, aprofundando o seu conceito, funcionamento e, principalmente, a questão da segurança nesses tipos de pagamentos.

Acompanhe!

O que é contactless?

O ato de inserir o cartão na maquininha para fazer um pagamento está sendo deixado de lado. Recentemente, nós fomos surpreendidos com o meio de pagamento por aproximação em que você só precisa colocar o cartão em cima de um local determinado da máquina de cobrança e ela faz o procedimento automaticamente.

Essa novidade nos meios de pagamento com o cartão de crédito é o famoso contactless, um termo em inglês que, traduzido para o nosso idioma, significa “sem contato”. Para que isso aconteça, o cartão de crédito ou de débito precisa estar equipado com um chip de comunicação sem fios.

Essa tecnologia recebe o nome de NFC, que é a sigla para o termo Near Field Comunication. Geralmente, é muito fácil identificar um cartão com esse tipo de função. Eles vêm com o símbolo aparentando 4 ondas que sugerem a transmissão sem fio.

Diferentemente de algumas tecnologias, como o Bluetooth ou o próprio Wi-Fi, o NFC foi desenvolvido para promover a comunicação entre 2 dispositivos, absolutamente nada mais do que isso.

Ou seja, ao se aproximarem, o sistema permite o pagamento por meio do cartão de crédito ou débito, acionando a instituição financeira para que a transação possa acontecer. Geralmente, a distância em que o cartão precisa estar da máquina é muito pequena, não ultrapassando os 10 cm.

Como funciona a tendência dos cartões contactless?

Agora que você entendeu o conceito de contactless, vamos aprofundar um pouco mais sobre o seu funcionamento. A ação que você deve realizar para fazer um pagamento por meio dessa nova tecnologia é apenas aproximar o seu cartão de crédito ou débito na maquininha que tem essa opção.

Teoricamente, é tudo muito simples, mas é interessante saber como esse procedimento é feito para que você possa entender se ele é seguro ou não. Ao fazer uma compra o responsável pelo recebimento pode perguntar se o seu cartão está autorizado a fazer o pagamento por aproximação.

Nesse caso, se você utilizar um cartão com essa funcionalidade não será necessário digitar a senha para compras feitas até determinado valor. Esse limite é preestabelecido pelo banco ou operadora de cartão com a qual você tem um relacionamento.

Geralmente, pagamento com valores superiores a R$ 50,00 não exigem a senha da conta bancária do usuário. Além disso, para que o sistema funcione é necessário fazer a liberação junto a seu banco. Isso é muito simples, pelo próprio aplicativo da instituição é possível liberar o contactless nos seus cartões.

Essa novidade começou a ser difundida no mercado financeiro pelos bancos digitais. No entanto, a maior parte das instituições bancárias atualmente já está oferecendo essa modalidade para os seus clientes.

Também vale a pena ressaltar que assim como o seu cartão precisa ter a função para que o contactless funcione, a maquininha do estabelecimento também precisa ter esse tipo de tecnologia. As mais antigas — ainda muito comuns em supermercados ou grandes redes de lojas — podem não permitir esse tipo de pagamento.

Se é o seu caso, vale a pena consultar a sua agência bancária para verificar a possibilidade de trocar as máquinas de cartões para aceitar esse tipo de tecnologia, cada vez mais presente na vida do brasileiro.

Onde mais essa tecnologia está presente?

Essa tecnologia passou a ser amplamente usada no Brasil por volta do ano de 2018. Nesse período, houve um crescimento de 344% na utilização do contactless no mundo, se comparado ao mesmo período do ano anterior. Esses dados foram publicados pelo site da Fintech em uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços ABECS.

Especialmente em nosso país, segundo dados do mesmo site, esse tipo de operação é muito comum na cidade de São Paulo. Para ter uma ideia, em apenas um único mês foram realizadas 230.000 transações desse tipo.

Até o ano de 2019, era esperado um crescimento de 17% no uso dessa tecnologia no Brasil. Logo, quando foi lançado, a Visa, uma das maiores operadoras de cartão de crédito do mundo previu que 2018 seria o ano dos pagamentos por aproximação no Brasil.

Afinal, esses números de utilização da tecnologia vinham crescendo em todo o mundo. Países como os Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia e nações da Europa tinham percentuais altíssimos de utilização da tecnologia nesse período.

Contudo, o que ninguém imaginava era que um problema global poderia potencializar exponencialmente o uso do contactless no Brasil e no mundo. Continue lendo para saber sobre o que estamos nos referindo!

Como ela tem sido importante no cenário pandêmico?

O final do ano de 2019 e o início do ano de 2020 assustou a população mundial. Uma doença nova causada por um vírus estava se espalhando pelo mundo e, entre as recomendações principais, estavam evitar o contato com superfícies diversas.

A pandemia de coronavírus impactou de forma severa o planeta, ceifou vidas e causou problemas econômicos que podem perdurar por alguns meses ou anos. Com isso, muitos empresários precisaram se reinventar — e algumas coisas que já existiam antes foram colocadas em evidência.

Um exemplo clássico disso é a utilização de ferramentas de streaming que eram usados por uma parcela pequena das pessoas e passou a ser utilizado de forma massiva por quem trabalhava em regime de Home Office. Outra tecnologia que vinha em um crescimento pujante e que ganhou destaque foi o contactless.

Como as autoridades sanitárias orientaram as pessoas a evitarem manusear ou ter contato com objetos que outras pessoas também encostaram, o pagamento por meio de contato passou a ser algo verdadeiramente muito interessante para quem precisa se proteger do vírus.

Segundo dados publicados pela CNN Brasil somente no mês de setembro de 2020 esse recurso cresceu 5 vezes em relação ao mesmo período do ano de 2019. A utilização vem crescendo exponencialmente ao longo dos últimos meses, chegando a 30%.

A expectativa é que esse número cresça ainda mais, mesmo depois de passadas as restrições impostas pela pandemia. Durante o ano de 2020 a nova modalidade movimentou cerca de 22 bilhões de reais, sendo um avanço de 478% se comparado ao mesmo período de 2019.

Como você pode perceber, o crescimento percentual da utilização da ferramenta nos últimos 2 anos foi muito maior que de 2018 para 2019, como mencionamos em outro tópico deste artigo.

Obviamente, essa utilização massiva se dá pelo cuidado das pessoas de não manusear maquininhas de cartão de crédito para evitar o contato com o vírus. No entanto, essa é uma novidade que surgiu com mais intensidade no período da pandemia e que, certamente, fará parte do dia a dia dos brasileiros quando ela acabar.

Afinal, o nível de praticidade e comodidade que ela permite é realmente muito interessante e dificilmente as pessoas escolherão pela não utilização dessa tecnologia quando tudo se acalmar no mundo e podermos voltar à vida normal.

O contactless é mais seguro que o método tradicional?

Quando se fala em pagamentos por cartão de crédito ou débito uma dúvida pode surgir na mente das pessoas: essa modalidade é realmente segura? Até mesmo aqueles menos preocupados com a segurança ainda temem fraudes nesse aspecto.

Afinal, estamos tratando com o dinheiro das pessoas. Nesse sentido, todo cuidado é pouco para manter a integridade e a segurança financeira de todos os usuários de um sistema. Sabemos que fraudes e tentativas de desvios existem em todo lugar e todas as pessoas — tanto os usuários quanto as empresas — devem adotar medidas para garantir a segurança.

Para tanto, o contactless utiliza a inteligência artificial com o objetivo de identificar atividades suspeitas realizadas com um cartão de crédito ou débito. Ou seja, se alguma transação considerada estranha pelos sistemas da operadora de cartão de crédito for detectada é muito possível que a realização da transação seja impedida.

Além disso, é importante ter em mente que a comunicação do estabelecimento com a operadora de cartão de crédito não muda. Logo, ela consegue detectar eventuais tentativas de falha com mais facilidade.

Outro detalhe é que essa é uma tecnologia em evidência. Em outras palavras, estamos tratando com uma tecnologia nova. Portanto, é comum que as grandes empresas operadoras de cartão de crédito dediquem mais preocupação e atenção a garantir a segurança nestas transações.

Também é importante mencionar que, graças à distância máxima exigida pelo sistema, isso evita que outros aparelhos identifiquem o pagamento ou ainda sejam capazes de interferir no sinal.

Algumas pessoas têm medo de aproximar o seu cartão na maquininha e alguma pessoa conseguir roubar os dados à distância para tentar fraudar ou utilizá-lo em outras compras assim que o cliente sair do estabelecimento.

Meu cartão pode ser clonado mesmo pelo contactless?

Ainda sobre a segurança nesse novo método de pagamento é quanto à clonagem dos cartões de crédito ou débito. Afinal, uma das formas de cometer esse tipo de crime é copiar os dados dele assim que ele é inserido em uma máquina de cartão de crédito ou, até mesmo, em recipientes de caixas eletrônicos fraudados previamente.

Nesse sentido, no que se refere à clonagem, as próprias emissoras de cartão garantem que o processo é mais complicado ao utilizar essa tecnologia. Afinal, existem medidas de criptografia que são aplicadas ao sistema e que impedem esse tipo de fraude no ambiente digital ou físico.

Um fato que podemos destacar é que, infelizmente, existem sistemas que permitem a leitura de alguns dados de um cartão que tem a tecnologia contactless. No entanto, eles teriam acesso ao número de conta, data de validade e código de segurança do cartão.

Porém, com essas informações não seria possível utilizar um cartão mesmo por meio do contactless. Nesse caso, o fraudador precisaria do dispositivo físico para conseguir utilizar em lojas e estabelecimentos comerciais.

Por fim, podemos concluir que o risco de clonagem de um cartão de crédito que utiliza a tecnologia contactless está limitado às fraudes que já acontecem com outros que não dispõem dessa funcionalidade.

Ou seja, o seu cartão até poderia ser clonado, mas não será utilizado com o pagamento por aproximação. Isso dificulta bastante a ação dos criminosos quanto a possibilidade de realizar compras sem digitar a senha.

Quais são os cuidados a serem tomados ao utilizar essa tecnologia?

A utilização da tecnologia do contactless deve obedecer a alguns cuidados essenciais. O primeiro deles é ter atenção com as perdas ou roubos do cartão. Caso isso aconteça, é fundamental que você entre em contato com o seu banco e desabilite o seu contactless imediatamente antes que dê tempo de alguma pessoa mal intencionada usar o seu cartão.

Geralmente, esse tipo de ação pode ser executado no aplicativo da instituição bancária. O empresário também pode adotar medidas para evitar ou, pelo menos, coibir fraudes relacionadas a esse tipo de método de pagamento, uma delas é limitar o uso dentro do próprio estabelecimento.

Por exemplo, se um cliente entra para fazer uma compra de valores mais elevados que podem ser fixos pela própria empresa pode ser criada uma política de não oferecer a possibilidade de pagamento por meio do contactless.

Tenha em mente que para a tecnologia funcionar ambos os lados da operação é fundamental que ambos disponham ou tenham o desejo de fazer esse tipo de processo.

Logo, se um você perceber qualquer movimentação estranha na compra de um consumidor vale a pena exigir a senha do cartão para evitar problemas futuros. Nesse sentido, vale a pena solicitar algum documento do titular do cartão para concluir a transação.

Obviamente, o contactless foi uma tecnologia criada para facilitar e agilizar os processos de compra dos consumidores no mercado em geral. No entanto, se você perceber alguma movimentação estranha vale a pena abrir mão da praticidade em prol da proteção dos seus consumidores.

Por que usar cartões com essa tecnologia?

Para finalizar este artigo, nós apresentaremos algumas vantagens em utilizar essa tecnologia no seu dia a dia ou dentro de um estabelecimento comercial. Continue lendo!

Grande aceitação pelo público em geral

Um dos bons motivos para utilizar essa tecnologia no seu dia a dia é a grande aceitação que ela vem tendo pela maior parte da população. Até mesmo aquelas pessoas mais desconfiadas quanto às fraudes estão utilizando empregando esse recurso em seus estabelecimentos.

Em vários momentos deste artigo mostramos como as pessoas estão aderindo ao método de pagamento por contactless. Logo, para evitar ficar para trás nesse processo vale a pena analisar com cuidado a sua implementação.

Também é importante mencionar que determinadas tecnologias invadiram o meio empresarial e se incorporam a ele de modo que fica, praticamente, impossível pensar em voltar como era antes. Isso pode ser percebido com alguns elementos que surgiram ao longo da nossa história, especialmente, nos últimos anos como a nota fiscal eletrônica, por exemplo.

Ou seja, uma novidade que apareceu no meio empresarial e se incorporou a ele de modo que jamais será excluída. Pode parecer cedo para afirmar isso, mas é muito provável que o contactless seja uma dessas tecnologias que chegaram para ficar.

Isso significa que cedo ou tarde você deverá pensar nas formas de oferecer esse tipo de serviço para os seus clientes. Logo, vale a pena sair na frente e aproveitar a onda de crescimento que ele vem passando atualmente.

Utilização de maquininhas sem slot para Cartão

Outra vantagem interessante, especialmente para os lojistas, é a possibilidade de utilização de maquininhas de cartão de crédito sem os slots, ou seja, o espaço para inserir o cartão. No mercado existem algumas opções de máquinas interessantes e que podem servir para fazer entregas a domicílio.

Assim, o vendedor não precisa andar com uma máquina tradicional de cartão de crédito, o que pode ocupar espaço e tornar inviável a entrega de mercadorias para seus clientes. É claro que para que isso aconteça é necessário que o consumidor que receberá pelos produtos também tenha um cartão com essa função ativada.

Pagamento mais rápido

Outro benefício que pode ser um bom motivo para que você utilize essa tecnologia dentro de uma empresa é a rapidez nos pagamentos. O processamento feito pela máquina de cartão de crédito pode demorar alguns instantes e sofrer com as instabilidades da rede que ele está conectado.

No método tradicional, ao inserir o cartão, a maquininha deve identificar o banco emissor, a operadora, número da conta, tipo do cartão e outras informações que serão necessárias para aquele pagamento. Em seguida, o responsável pelo recebimento digita a modalidade e o valor que será recebido.

Depois, o cliente insere a senha na maquineta de cartão e mais uma vez ela deve fazer um novo processamento de comunicação com a instituição financeira para que seja liberado o pagamento. Tudo isso demandará tempo do cliente e da sua própria empresa.

Com o contactless esse procedimento é reduzido pela metade. Afinal, basta que o responsável pelo recebimento digite as informações de valor e modalidade. O cliente, portanto, simplesmente aproxima o seu cartão da maquininha. Assim, ele fará um único processamento de comunicação com a instituição bancária para liberação da compra.

Logo, o processo acontece de forma mais rápida e prática para ambos os lados. Além disso, é importante destacar que como se trata de uma tecnologia nova as maquininhas que detém essa opção também são mais rápidas e, com isso, tem sistemas mais avançados.

Transação sem contato humano

Você já sabe que durante o período de pandemia as pessoas preferem não ter contato com superfícies e, até mesmo, com outras pessoas para evitar a contaminação pelo vírus. Todos esperamos que esse momento conturbado chegue ao fim e possamos voltar a nos relacionar da forma que sempre foi feito com o contato e calor humano.

Mesmo assim, é muito provável que as transações de pagamento continuem sendo feitas sem contato ou manuseio de equipamentos por parte do consumidor. Sendo assim, o contactless servirá como uma ferramenta que proporcionará esse benefício de redução do contato do consumidor com os equipamentos que várias pessoas manuseiam diariamente.

Menor desgaste do cartão

Outro benefício interessante que é atribuído de forma mais massiva aos consumidores é a redução do desgaste dos próprios cartões. Esses itens são fabricados em material plástico e, com o passar do tempo, à medida que são manuseados passados de mão em mão é comum que eles vão se deteriorando.

Não há nada mais desagradável que pegar o cartão de um cliente que já está bastante deteriorado e por um simples movimento um pouco mais abrupto, simplesmente, estragar completamente. Por mais que o cartão estivesse com os seus dias contados a impressão que passa é que foi o atendente daquele estabelecimento que o quebrou.

Utilizar o contactless evita esse tipo de problema, tendo em vista, que a única pessoa que ficará com o cartão em mãos é o próprio consumidor. Portanto, se algum problema aconteça dentro da sua empresa ele será o único inteiro responsável.

Diminuição de fraudes

Por fim, a utilização do contactless inibe fraudes, especialmente, aquelas realizadas dentro dos ambientes empresariais em que uma pessoa mal intencionadas podem pegar o cartão do cliente para simular o pagamento quando, na verdade, tira fotos ou faz algum tipo de clonagem para ser utilizado posteriormente.

Por fim, nós podemos concluir que o contactless é uma tecnologia que revolucionará a forma que os pagamentos são realizados, especialmente, em épocas de pandemia em que é recomendado evitar manusear objetos expostos a todas as pessoas.

Se você gostou dessas informações e quer saber um pouco mais sobre esse assunto entre em contato conosco e veja como podemos ajudar.

Título