6/07/2020 •
2 min. de leitura

Link de pagamento: saiba o que é e como funciona

Veja como facilitar suas vendas usando tecnologia com segurança e agilidade

 
 

Apesar de ser um tema que já figurava no roadmap de grande partes das empresas, a transformação digital foi indiscutivelmente acelerada pela crise imposta pelo novo coronavírus em todo o mundo. Com isso, novos modelos de negócio ganharam muita força, e a venda por link de pagamento é fundamental em alguns deles.

No entanto, por ser um meio de pagamento ainda relativamente novo, ainda gera algumas dúvidas, principalmente por parte de varejistas iniciantes em ambientes digitais.

Por isso, decidimos levantar algumas informações importantes sobre esta modalidade totalmente digital de pagamento para produtos e serviços. Confira!

O que é link de pagamento?

O link de pagamento é um endereço de internet personalizado que permite ao cliente realizar um pagamento ao lojista sem que haja a necessidade de acessar outros sites, como o da própria loja ou do produto/serviço em questão. É uma ferramenta que serve tanto para as vendas pontuais quanto para as recorrentes.

É uma operação bastante simples e segura, ideal para situações que necessitam de maior agilidade e praticidade para a realização da transação, podendo ser utilizada por empresas e clientes de diferentes portes e segmentos do mercado.

Como funciona o link de pagamento

O funcionamento do link de pagamento, na prática, envolve poucas etapas. Basta que o lojista gere a URL em uma plataforma e a envie, por mensagem ou pelas redes sociais, ao cliente. Este, por sua vez, insere os dados de pagamento, como informações sobre cartão e número de parcelas e conclui a transação.

Para gerar o link, basta ao lojista acessar seu fornecedor de meios eletrônicos de pagamento e cadastrar o produto. O sistema gera o link automaticamente, restando apenas a tarefa de enviá-lo ao cliente.

Antes de enviar o link ao cliente, é importante certificar-se que todas as informações de pagamento estão corretas. Esta etapa pode evitar possíveis chargebacks.

Vantagens do link de pagamento

Uma vantagem interessante é que as plataformas existentes atualmente permitem que o lojista gere um link de pagamento personalizado. Isso quer dizer que, além de poder fazer vendas parceladas e decidir o tempo que o link ficará disponível, o lojista também pode, por exemplo, inserir o nome e a identidade visual da empresa no link.

Outro benefício importante do link de pagamento é o fato dele evitar a necessidade da existência de um site, de uma loja física e de meios físicos para o pagamento, como as já famosas maquininhas de cartão maciçamente utilizadas pelo varejo físico.

É um meio de pagamento que traz muita versatilidade e, consequentemente, muitas possibilidades. Quem vende apenas por redes sociais, por exemplo, pode simplesmente colocar o link de pagamento no texto da publicação, assim como autônomos podem simplesmente mandar o link diretamente para o cliente via WhatsApp.

Além disso, com a retomada gradual do varejo físico após a crise do novo coronavírus, o link de pagamento pode ser utilizado como aliado para fechar negociações que costumam demorar mais de um dia, como a compra de um veículo ou um imóvel, por exemplo, evitando que o cliente precise se deslocar diversas vezes até um espaço físico e eliminando este atrito da negociação.

Quando usar links para pagamento?

Um link pode ser usado para pagamento sempre que não houver a necessidade do cliente visitar a loja, seja ela física ou virtual, bastando o envio do link para o cliente, por WhatsApp ou redes sociais, por exemplo, para que o pagamento seja efetuado, de forma prática, rápida e segura.

Durante a pandemia, o link de pagamento passou a ser muito mais utilizado também por dispensar a necessidade de qualquer contato físico mais próximo, tornando-se, inclusive, uma questão de preservação da saúde.

Como é o recebimento de pagamentos por link

Ao criar o link de pagamento, o lojista já terá cadastrado uma conta para o recebimento dos valores pagos pelos clientes, e é nessa conta cadastrada que ele terá o dinheiro creditado. O prazo pode variar de acordo com cada plataforma fornecedora da hospedagem do link, e também do tamanho e segmento do negócio, mas algumas empresas já trabalham com a antecipação dos recebíveis.

Quais os melhores links de pagamento?

Felizmente, o mercado já conta com algumas plataformas muito eficientes e seguras para a criação de links de pagamento. A escolha de uma delas por parte de cada lojista deve levar em consideração diversos fatores, como especificidade do negócio, valor a ser investido junto à plataforma, etc.

Apesar disso, saber que existem diferentes opções é importante para o momento da tomada de decisão. Conheça algumas das empresas que oferecem a geração de links de pagamento atualmente:

Maxipago

A Maxipago é uma empresa brasileira fundada em 2011. Com tecnologia originalmente criada nos EUA, a empresa foi adquirida, em 2014, pela Rede, empresa do conglomerado Itaú Unibanco, com o objetivo de complementar as soluções de pagamento eletrônico e multicanal da companhia, para oferecer aos clientes funcionalidades cada vez mais customizadas.

Com a integração das duas empresas, a empresa oferece soluções de pagamentos, adquirência e conciliação financeira em uma única plataforma.

Mundipagg

A Mundipagg começou como uma startup em janeiro de 2012, mas já focada em soluções para pagamentos. Empresa pertencente ao Grupo Stone Co, possui um ecossistema bastante completo para a melhor experiência em pagamentos.

PayZen

O PayZen é o gateway de pagamentos da Lyra Network, multinacional francesa presente no Brasil desde 2004. É uma plataforma on-line que pode ser integrada a todos os bancos, administradoras de cartões de crédito e facilitadores. Atualmente, a empresa processa cerca de 3,5 bilhões de transações por mês em todo o Brasil.

Você sabia que analisar o Score CPF também é uma excelente ação para garantir leads com alto potencial de compra? Ficou curioso? Então acesse o nosso post Score CPF e Digital Trust Index: entenda o que são e qual a importância deles e saiba mais!

Conteúdo relacionado:

Banco do Futuro: bancos usam tecnologia para se aproximar do cliente

ClearCast: fraudes causam prejuízos no mercado financeiro

Open Banking: o que é, como funciona e como pode mudar o mercado

Instituições financeiras têm evolução com o uso de soluções antifraude

Converse agora com os nossos especialistas em segurança:

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.