29/07/2019 •
2 min. de leitura

Data Lake: conheça e saiba por que é importante no combate a fraudes

Conceito já aplicado e utilizado na ClearSale é fundamental para a proteção de empresas imersas na era do Big Data

 
 

Resumo do post:

- Como surgiu a necessidade de contar com um Data Lake

- O que é o Data Lake 

- Quais as diferenças entre o Data Lake e o Big Data

- Como o Data Lake funciona e quais são as vantagens

É absolutamente improvável que, em pleno 2019, você nunca tenha pelo menos ouvido falar no termo Big Data, ainda mais dentro do mundo empresarial, o qual está imerso em uma verdadeira revolução de dados. Neste cenário, as organizações estão aprendendo a coletar, organizar, interpretar e analisar estas informações para criar insights e embasar decisões importantes, inclusive as voltadas à segurança.

Conheça o Data Trust, a mais nova solução da ClearSale

Acontece, no entanto, que há uma quantidade ainda maior de dados em estado bruto, que podem ser utilizados em algum momento pelas organizações, mas que não estão devidamente armazenados. E é neste momento que entra o conceito de Data Lake.

O que é Data Lake

Data Lake é uma espécie de repositório que centraliza e armazena todos os tipos de dados gerados por uma organização, mesmo que eles ainda não tenham sido processados e analisados. É uma tecnologia que garante maior capacidade de retenção de informações, com custo consideravelmente menor do que outros meios mais tradicionais.

A ideia é manter dados que podem ser úteis sempre disponíveis e em segurança para uso. O Data Lake fornece armazenamento massivo para qualquer tipo de dado, enorme poder de processamento e capacidade de lidar com tarefas simultâneas.

Diferenças entre Data Lake e Big Data

O Data Lake é um dos componentes dentro do amplo universo do Big Data. Enquanto o Big Data pode ser definido como todo o conjunto de dados gerados a cada segundo, em praticamente tudo o que há no mundo, o Data Lake é o espaço onde se restringe um determinado conjunto de dados, ainda brutos, para o processamento imediato ou posterior, com os mais variados objetivos.

Diferentemente de um Data Warehouse, por exemplo, o Data Lake armazena dados brutos em qualquer formato, sendo responsabilidade dos analistas, engenheiros e cientistas de dados atribuir sentido a estas informações.

Em última análise, o Data Lake é um repositório de armazenamento e uma engrenagem para processamento de dados gerados na era do Big Data.

Como funciona o Data Lake

No Data Lake, não é preciso realizar estruturação de dados antes do armazenamento. É possível guardar informações estruturadas, não estruturadas, semiestruturadas, históricos, logs, etc.

Claro que, assim como em outras formas de armazenamento, o ideal é saber o que se pode e o que não se pode descartar, preservando dados que podem conter informações importantes e que podem contribuir com a melhoria de processos sensíveis para o negócio.

A maioria dos Data Lakes utiliza tecnologias de código aberto, o que reduz ainda mais os custos em comparação com outros tipos de armazenamento de dados. As informações escolhidas para serem salvas no Data Lake são enviadas a um sistema que realiza o armazenamento de forma simples e rápida.

As vantagens do Data Lake

O Data Lake é a forma mais moderna que existe atualmente para o armazenamento de um grande volume de dados com a velocidade que o mundo exige. É um conceito que atende plenamente às principais necessidades do mercado.

É uma forma muito flexível de armazenar dados, já que eles são armazenados de forma ‘pura’, sem respostas para questões direcionadas, o que torna possível usar estes dados para gerar informações sobre praticamente qualquer necessidade que possa surgir em uma organização.

Um Data Lake é extremamente acessível e permite o compartilhamento de informações entre usuários, mesmo que eles não detenham profundos conhecimentos de TI.

Além disso, ao agrupar um volume tão grande de dados, o Data Lake abre a possibilidade de cruzar ainda mais informações. Dessa forma, ele possibilita descobertas e obtenção de insights inéditos até então.

O Data Lake no combate a fraudes

A informação é uma das mais importantes ferramentas de soluções antifraude eficientes. A possibilidade de armazenar dados de maneira segura e com fácil acesso faz com que seja possível atuar de maneira rápida e eficaz na eventualidade de um ataque de cibercriminosos, por exemplo.

Com o uso de seu Data Lake, a ClearSale conseguiu desenvolver e aprimorar tecnologias e serviços que conseguem, consistentemente, mapear a ação de fraudadores nos mais minuciosos detalhes. Essa tecnologia proprietária tem como objetivo controlar a fraude em compras e contratações, com uma visão que vai além do simples preenchimento de dados, sendo capaz de compreender o contexto de cada transação.

Para fazer isso, a ClearSale estruturou um efeito de rede incomparável no mercado, combinando alta tecnologia com o trabalho de profissionais ultra especializados. Tudo isso somado ao Data Lake gerado por nossa atuação no e-commerce brasileiro e nos segmentos de serviços financeiros, vendas diretas e telecomunicações.

Vale ressaltar que o futuro do Big Data reserva possibilidades que, quando bem gerenciadas por meio de uma boa estratégia de Data Lake, facilitarão muitos dos processos atuais das empresas, com baixo custo, com muita eficiência e, principalmente, com muita segurança em todas as frentes de atuação e para todos as partes envolvidas em cada processo.

Conteúdo relacionado:

Emissão de cartões online muda fraude no segmento e exige atenção de bancos

Concessão de crédito mais segura ajuda bancos e protege clientes

Fraudes em aberturas de contas preocupam bancos e fintechs no Brasil

Converse agora com os nossos especialistas em segurança:

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.