26/04/2022 •
2 min. de leitura

Antifraude para e-commerce: a ClearSale ajuda você a se proteger

A ClearSale é uma empresa de soluções antifraude, com mais de 20 anos de mercado e que pode te ajudar a combater crimes digitais com eficiência, agilidade e tecnologia de ponta. Confira!

 
 

Segundo um estudo inédito do Neotrust, em parceria com o E-commerce Brasil, o comércio eletrônico apresenta um bom crescimento a cada ano. Essa tendência foi acelerada pela pandemia do novo coronavírus, que pediu medidas de distanciamento social e fez aumentar a compra online de maneira vertiginosa.

Porém, grandes oportunidades também representam grandes desafios. Isso porque, ao mesmo tempo em que uma determinada situação pode aumentar as possibilidades de novos negócios no e-commerce, tende a elevar os diversos riscos, sendo a fraude um dos principais.

Neste artigo, mostramos os principais tipos de fraudes no e-commerce e o que precisa ser feito para ter proteção. Além disso, explicamos como o sistema antifraude funciona, por que as lojas online devem se proteger e o que você precisa procurar em uma plataforma antifraude. Saiba também por quais motivos escolher a ClearSale e como podemos ajudar. Boa leitura!

Quais são os principais tipos de fraudes no e-commerce?

A fraude é um crime dinâmico que se utiliza de diversos métodos que podem apresentar diferenças de aplicações a cada dia. No entanto, alguns tipos de fraudes são mais comuns e podem servir de base para as suas variações. A seguir, conheça as principais modalidades.

Fraude limpa

Essa é uma categoria de fraude muito preocupante. Isso porque o fraudador, de posse de uma grande quantidade de dados do portador do cartão, faz uma ou mais transações com eles, personificando a vítima. Esse crime pode ser executado por meio de diversas ações, como veremos abaixo.

Acesso à conta do usuário

Nesse tipo de fraude, o golpista tem acesso à conta do usuário no site da loja online. Isso permite a alteração do endereço de entrega do destinatário final da mercadoria, bem como a obtenção dos dados bancários, viabilizando a ação dos criminosos.

Clonagem de cartão

A fraude do cartão de crédito, identificada como clonagem é o tipo mais comum de fraude em meio eletrônico. Ao mesmo tempo em que muitos fraudadores utilizam técnicas antigas para acesso físico aos cartões, outros descobrem, a cada dia, diferentes tecnologias para acessar somente os dados dos cartões de crédito.

Intercepção de mercadoria

Na fraude de interceptação de mercadorias, os criminosos efetuam compras, enviando-as para o endereço vinculado ao cartão de crédito, a fim de afastar suspeitas. Contudo, eles interceptam o pacote contendo os produtos, utilizando técnicas como:

  • entrar em contato com o remetente para redirecionar o pacote a outro endereço em que seja possível receber os bens;
  • aguardar a entrega perto do endereço informado — quando o entregador chega no local, o criminoso se oferece para assinar o documento de recebimento, alegando que o proprietário não está disponível.

Página clonada

A fraude das páginas clonadas ocorre quando os hackers invadem um site de loja e efetuam alteração no link de compra. Com isso, há um redirecionamento do usuário para uma página falsa, difícil de ser percebida, já que o seu layout é idêntico ao do site original.

Dessa forma, após a vítima digitar os dados, o pagamento é desviado. Além disso, as informações financeiras são gravadas pelo criminoso.

Phishing

Também conhecida como “pesca de dados”, é uma das fraudes digitais que mais cresce no ambiente do comércio eletrônico. Ela ocorre quando o criminoso envia um e-mail aos usuários com ofertas exclusivas, para serem acessadas por links falsos.

Assim, ao entrar no link, o consumidor é redirecionado para páginas alteradas, contendo malwares que se instalam na máquina da vítima, podendo roubar dados e gerando transações bancárias indevidas e não autorizadas. Esses crimes são realizados por meio de:

Fraude amigável

Em geral, a fraude amigável é cometida por pessoas próximas da vítima, que conhecem seus dados. Como é feita com informações legítimas de bons consumidores, ela é mais difícil de ser identificada antes da sua ocorrência. Por esse motivo, é uma modalidade que tem crescido anualmente e acontece com base em duas situações:

  • utilização de cartão;
  • apossamento de dados.

Autofraude

A autofraude é provocada pelo próprio dono do cartão, quando efetua uma compra online e, no prazo permitido pela instituição financeira (180 dias), contesta a negociação, alegando que não fez a compra, mesmo já tendo recebido o produto.

Como se proteger de fraudes?

Para evitar o ataque de diversas ameaças, o gerente do e-commerce precisa implementar ações de segurança e combate à fraude, como as que comentamos a seguir.

Conheça o padrão de compra

Quanto mais a loja online conhece o perfil do cliente, mais fácil se torna a identificação de comportamentos estranhos. Afinal, é possível entender o padrão de compras dos consumidores. Assim, saber o ticket médio de uma pessoa acende um alerta para compras com valores exorbitantes.

A parti disso, é possível implementar algumas regras de procedimentos, como ligar para os clientes confirmando a compra quando algo parecer muito fora do padrão.

Invista em certificações para a segurança do site

A Certificação PCI, ou PCI DSS (Payment Card Industry – Data Security Standard), se refere a um padrão internacional de segurança de dados para a indústria de cartões. Ela tem como principal objetivo garantir a proteção das informações sensíveis em transações financeiras no ambiente eletrônico.

Dessa forma, a certificação ajuda a garantir que as empresas possam realizar as operações de pagamentos online de maneira segura, evitando as fraudes na internet, o vazamento de dados e outros problemas relacionados.

Identifique a empresa no meio de pagamento

É fundamental contar com um meio de pagamento que seja robusto e permita personalizar o nome da empresa na cobrança. Isso reduz as possibilidades de chargeback e facilita a identificação dos cancelamentos.

Tenha um sistema antifraude

Contar com um parceiro especializado, que oferece um sistema antifraude eficiente, garante maior conversão de vendas. Isso é possível porque ele reduz o risco de o seu negócio se tornar vítima de crimes digitais, sem criar atritos na experiência de comprar nem comprometer suas taxas de aprovação.

Obtenha a validação em duas etapas

Essa é uma boa estratégia que protege a invasão do sistema, pois cria uma segurança adicional. Dessa forma, além do login tradicional, o usuário precisa inserir um código novo, gerado automaticamente a cada acesso. O consumidor deve inserir o código enviado por SMS ou que aparecer na tela do smartphone.

Trabalhe com pagamentos de tecnologia confiável

O intermediador parceiro é que receberá os dados para pagar e efetuar o cruzamento das informações com as instituições financeiras, liberando, ou não, a transação no seu comércio eletrônico. Por isso, é fundamental se certificar que a plataforma escolhida para isso conta com sistema antifraude eficiente.

Como funciona o antifraude?

O antifraude é uma ferramenta indispensável para reduzir a ocorrência de crimes no e-commerce, contribuindo para a segurança das suas vendas e aumento da receita. A seguir, veja como ele funciona.

Indicadores de fraude

Quando o seu comércio eletrônico conta com um sistema antifraude, há mais uma camada de verificação em todas as compras realizadas na loja online. Assim, após a aprovação do emissor do cartão, o antifraude realiza uma análise detalhada do comportamento da transação, visando identificar eventuais operações suspeitas.

A partir da análise de indicadores, o antifraude para e-commerce atribui um grau de risco da compra, autorizando-a ou não. Caso a transação seja identificada como suspeita, é bloqueada automaticamente.

Menor índice de chargeback

Em geral, as fraudes no comércio eletrônico provocam o chargeback, que ocorre quando a pessoa que é titular de um cartão de crédito, não reconhece um lançamento em sua fatura e solicita o seu estorno. Se o volume dessa ocorrência for muito alto, há o risco de multas, advertências e descredenciamento da loja junto às bandeiras de cartão de crédito.

Uma solução antifraude que entrega bons indicadores pode ajudar a aumentar a taxa de conversão e manter o índice de chargeback controlado, gerando mais entradas para o negócio.

Modelos estatísticos

Todos os pedidos passam por um modelo estatístico adequado ao negócio online, que identifica e barra transações fraudulentas, além de evoluir os mecanismos de defesa acompanhando novas tendências.

Taxa de aprovação maximizada

O sistema antifraude maximiza a taxa de aprovação em compras. Essa métrica é essencial e precisa estar em equilíbrio com outros KPI’s, como tempo médio de resposta de cada pedido e a taxa de chargeback.

Inteligência Artificial

Por meio de tecnologias de Inteligência Artificial o sistema antifraude cruza os dados de informações cadastrais do usuário, histórico de navegação e de compras, geolocalização, assim como padrões de comportamento.

Por que proteger o comércio eletrônico contra crimes virtuais?

Uma única fraude pode ser devastadora para a saúde de qualquer negócio. Além de prejuízos financeiros, a falta de um sistema antifraude pode trazer danos irreversíveis à imagem de uma empresa, já que as ocorrências podem manchar sua credibilidade, resultando em perda de clientes.

Nesse sentido, um eficiente trabalho de prevenção à fraude evita problemas jurídicos, traz novas oportunidades de negócio, atrai e fideliza clientes, entre outros benefícios, conforme comentamos a seguir.

Diminui a reprovação de bons clientes

Um bom sistema antifraude não recusa automaticamente um pedido. Isso contribui para diminuir a incidência de falsos-positivos, ou seja, a reprovação de bons clientes.

Aumenta a credibilidade

Quando você garante a segurança das informações sigilosas dos usuários, a sua credibilidade no mercado aumenta. Afinal, situações de vazamento de dados, por exemplo, comprometem muito a reputação de um negócio. Nesses casos, os clientes ficam receosos de confiar suas informações pessoais a uma empresa com histórico de vazamento, por exemplo.

Fideliza clientes

Quando falamos de comércio eletrônico, a segurança deve estar em primeiro lugar na hora de receber dados pessoais e oferecer opções de pagamentos. Isso porque, ao garantir a proteção das informações, sua empresa demonstra seriedade e comprometimento. Visto que o cliente sente que pode confiar no seu e-commerce, sempre voltará a fazer negócios.

O que você deve procurar em um antifraude de qualidade?

O mercado antifraude conta com diversos programas para a segurança no e-commerce, porém, um sistema de qualidade deve, em primeiro lugar, atender às necessidades do seu negócio online. Em geral, ele precisa proporcionar:

  • equilíbrio entre índice de chargeback, tempo de resposta e taxa de aprovação;
  • solução que atenda ao seu modelo de negócio;
  • mínima fricção com o consumidor final;
  • atingir o maior ROI, independentemente do valor cobrado por análise de pedidos.

Nesse contexto, antes de optar por um sistema antifraude, é fundamental entender bem o seu negócio, incluindo objetivos e prioridades, pois a solução deve atender às suas particularidades.

Nesse sentido, comece a considerar regras e critérios que fazem mais sentido para o seu tipo comércio. Além disso, é preciso observar alguns aspectos, como indicamos abaixo.

Conheça o seu público

Um fator que impacta o sucesso do serviço é o quanto a empresa conhece os seus consumidores. Isso ajuda muito na composição de um sistema adequado, para atuar de maneira mais assertiva na hora de identificar possíveis fraudadores.

Atente para o mito do chargeback zero

A taxa de chargeback é um dos aspectos que mais pesa na escolha de um antifraude, pois quem arca com os prejuízos dos estornos em cartões de crédito e débito é o próprio comércio eletrônico.

Contudo, uma taxa baixa de chargeback, ainda que pareça algo positivo, pode apontar para análises realizadas de maneira superficial, significando que não está ocorrendo uma barreira efetiva de fraudes. Além disso, para alcançar esse nível, outro critério pode ter sido prejudicado.

Por que escolher o sistema antifraude ClearSale?

Com mais de duas décadas de trabalho, a ClearSale desenvolveu e aprimorou serviços e tecnologias que conseguem mapear as ações fraudulentas em detalhes, de maneira consistente.

Para isso, a plataforma antifraude ClearSale utiliza diversos fatores de avaliação antifraude e uma combinação única de tecnologia, inteligência estatística e análise humana especializada.

O principal objetivo dessa tecnologia proprietária é controlar a fraude em compras e contratações, com uma visão que extrapola o simples preenchimento de dados, compreendendo o contexto de cada transação.

Efeito de rede da ClearSale

Para prevenir e gerenciar a fraude em diversos segmentos, a ClearSale criou uma estrutura de rede única e incomparável no mercado, por meio da combinação da tecnologia de ponta com o trabalho de profissionais altamente especializados.

Isso tudo é somado a um Big Data gerado por nossa atuação no e-commerce brasileiro, bem como nos segmentos de serviços financeiros, telecomunicações e vendas diretas. Nesse caso, o conceito de efeito de rede tem relação direta com a maximização dos benefícios gerados a partir de um cliente que reverbera em todo o ecossistema de prevenção a fraudes.

Funciona assim: quando a ClearSale detecta uma tentativa de fraude em algum dos clientes, todos os dados dessa transação são utilizados automaticamente em um sistema de retroalimentação do Big Data, que é usado para a gestão antifraude dos usuários.

Dessa forma, a detecção em uma loja protege toda a rede, proporcionando um ganho de escala bastante significativo.

Benefícios do efeito de rede

Um benefício imediato do efeito de rede é o aumento da aprovação automática nas transações. Isso ocorre com base em um mecanismo simples: quando a Inteligência Artificial junta à análise humana é utilizada para detectar uma determinada fraude em um cliente, não é necessário fazer o mesmo tipo de análise para cada um dos consumidores.

Isso porque o sistema já se encontrará atualizado para aprovação automática, promovendo agilidade e assertividade em cada resposta.

Esse mesmo conceito vale para a positivação, já que um bom cliente terá uma experiência de compra agradável, rápida e segura em diferentes locais, provavelmente com aprovação automática em todas elas, considerando que os dados estarão positivos na base de dados.

Nesse sentido, é importante observar que no atual contexto de comércio, cuja tendência é UX (User Experience) ou experiência de compra, esse processo garantido em rede é essencial e de extremo valor para o varejo.

Equipe de prevenção a ataques

O Big Data da ClearSale, combinado com a tecnologia proprietária, viabilizou a criação de um time especializado para realizar um monitoramento contínuo de todos os clientes, capaz de identificar padrões de ataques coletivos no mercado.

A existência dessa equipe é fundamental, já que as ameaças ocorrem cada vez mais e em diversos lugares, muitas vezes com os mesmos padrões em todos eles. O sistema em rede permite uma visão ampla que impede de maneira eficiente e em tempo hábil os diversos tipos de fraude.

Ao identificar um padrão de ataque, a Inteligência Artificial ClearSale envia os pedidos para análise da equipe de prevenção a fraudes, além de fazer a retroalimentação da base de dados e emitir o alerta automático e imediato de segurança a todos os clientes.

Como os fraudadores buscam crescentemente efetuar crimes em mais de um local ao mesmo tempo, contar com este tipo de solução é essencial

Análise além dos números

A complexa tarefa de barrar fraudes em escala vai além de uma simples conferência de dados. Isso porque é preciso entender o contexto que envolve uma compra, interpretando e cruzando respostas que a ferramenta proporciona.

A Behavior Analytics é exemplo disso. Desenvolvida pela ClearSale, essa ferramenta permite analisar, com uso de Inteligência Artificial, o comportamento do consumidor e a identificação de dispositivos. O objetivo é encontrar padrões e avaliar, com alta precisão, a legitimidade de uma determinada compra.

Inovação contínua

A ClearSale investe de maneira maciça em inovação e tecnologia, possibilitando a aprovação das compras de e-commerce. Para isso, conta com uma estrutura tecnológica de ponta para a segurança da informação, além de atender à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Trabalhamos sobre 3 pilares complementares para proporcionar a máxima eficiência. São eles:

  • inteligência estatística — melhores estatísticos do mercado para desenvolver modelos que são retroalimentados para evolução contínua na geração de um score antifraude específico para atender a diversos segmentos;
  • tecnologia — ferramentas que contribuem para a identificação de usuários por meio da Inteligência Artificial, além de aplicação e relatórios que contribuem para uma excelente gestão das transações;
  • pessoas — equipe de controle de qualidade que oferece um alto nível de especialização na detecção de fraude.

Quais são as soluções antifraude ClearSale para e-commerce?

A ClearSale tem diferentes soluções para atender às necessidades de cada segmento. Veja, a seguir, as diversas opções.

Start ClearSale

Aplicação antifraude ideal para e-commerce com pequeno volume de vendas ou em início de operação.

Total ClearSale

É uma solução antifraude completa e ideal para transações realizadas de maneira online, com gestão completa de indicadores, equilibrando o tempo de análise, índice de aprovação e índice de fraude.

Esse sistema antifraude e-commerce é indicado para empreendimentos de todos os tamanhos e segmentos, que têm tempo para aguardar a decisão a partir de 2 horas.

O produto conta com modelos estatísticos precisos e atualizados, controle de qualidade em tempo real e acompanhamento diário dos indicadores. Além disso, proporciona um excelente índice de aprovação automática nos principais segmentos do comércio eletrônico.

Conta com uma equipe de analistas de alto padrão especializados em avaliar transações de alto risco. Sem contar as ferramentas e pessoas capacitadas para realizar a análise de pedidos em grupo, identificando padrões de ataque difíceis de serem percebidos. Além disso, a solução faz o gerenciamento de fraude da loja virtual automaticamente, combinando tecnologia avançada e Inteligência Artificial.

Total Garantido

Essa é outra gestão completa para a defesa contra a fraude, mas com garantia de ressarcimento de até R$10.000,00 por pedido fraudado em casos de notificação de chargeback. Além disso, proporciona o gerenciamento completo de fraudes.

Realtime Decision Guaranteed

Aprovação rápida de pedidos, segura e sem prejuízo com fraude. Trata-se de uma solução totalmente automatizada, que garante 100% dos pedidos até R$1.000 por transação.

Realtime Decision Management

Aprovação de pedidos em tempo real e com uma gestão completa dos indicadores. Oferece uma validação rápida e segura em pedidos que exigem decisão imediata.

Application

Solução antifraude na qual você realiza sua própria gestão e controla seus principais indicadores. Dessa forma, a responsabilidade pelo gerenciamento fica a cargo do proprietário do negócio. Para a utilização do Application é necessário que todos os analistas de risco passem por um treinamento, no qual a nossa equipe demonstrará como funciona a solução.

Tickets

Solução antifraude desenvolvida para vendas de ingressos online. Entendemos que a velocidade é fator determinante no momento da compra de ingressos. A solução Tickets evita desistências provocadas por processos de aprovação complexos.

Como você pôde verificar, os sistemas ClearSale são fundamentais para a proteção do seu e-commerce, sendo, portanto, uma excelente opção para terceirizar a solução antifraude. Além de atender às exigências legais, proporcionam agilidade, segurança e confiabilidade para o seu negócio. Com isso, é possível aumentar as vendas, atrair e fidelizar clientes.

Gostou deste artigo? Para saber mais sobre as soluções antifraude ClearSale, entre em contato conosco!

Título

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.

Escrito por

Jornalista responsável pela produção de conteúdo da ClearSale, é graduado pela Universidade São Judas Tadeu e pós-graduado em Comunicação Multimídia pela FAAP. Tem 10 anos de experiência em redação e edição de reportagens, tendo participado da cobertura dos principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Renovado após seis meses de estudo e vivência no Canadá, aplica agora seus conhecimentos às necessidades do mundo corporativo na era do Big Data.

Assine nossa newsletter

Ao fornecer suas informações, você declara estar ciente de nossa Política de Privacidade e aceita que a ClearSale envie informativos, ofertas e outros materiais.